Para Tuma, perda de valor de benefícios de aposentados é “estelionato”

PTB Notícias 4/12/2008, 7:39


A perda do poder de compra dos benefícios previdenciários pode ser considerada “um estelionato”.

A opinião é do senador Romeu Tuma (PTB-SP), exposta em discurso durante a sessão de vigília em defesa da recomposição de aposentadorias e pensões.

– Sou polícia, já falaram que é um caso de polícia, e não duvido nada.

Falaram em confisco, eu falaria em estelionato.

Não se tira direito de ninguém.

Quando se reivindica alguma coisa sabemos que conseguiremos ou não, mas com direito não se mexe – afirmou.

Tuma comparou a situação dos aposentados ao sofrimento por que passa a população de Santa Catarina devido às mortes e danos materiais provocados por fortes chuvas.

Mesmo sem comparar à dor pela perda de familiares, ele salientou que boa parte dos aposentados sofre ao ver, a cada mês, “um pedaço de seu salário” ser perdido.

O senador relatou encontro com um trabalhador que, entre lágrimas, disse ter cursado no Senai o mesmo curso feito pelo presidente Lula (de torneiro mecânico), trabalhado como metalúrgico em Santo André (SP) e contribuído a vida inteira para um benefício equivalente a 10 salários mínimos.

Agora, com problemas de saúde, recebe menos de dois salários e não consegue pagar o tratamento que precisa.

– Quando se toma remédio para o coração, ataca o rim, aí vem o remédio para o rim, ataca o estômago.

.

.

Não há remédio santo, mas será que tem dinheiro para o aposentado comprar tanto remédio? – questionou.

Para Romeu Tuma, os senadores participantes da vigília estavam ali com povo, não como parlamentares.

– A recomposição é uma questão de honra para a dignidade da cidadania brasileira.

fonte: Agência Senado