Parisotto propõe utilização de papel reciclável na administração pública

PTB Notícias 3/05/2007, 14:57


O deputado estadual Narcizo Parisotto, presidente do PTB de Santa Catarina, apresentou Projeto de Lei que dispõe sobre a utilização de papel reciclado na Administração Pública direta e indireta no Estado.

Segundo o projeto, torna-se obrigatório o uso de papel reciclado por parte de todos os órgãos e entidades da Administração Pública Estadual direta e indireta, de acordo com os seguintes percentuais mínimos do total de papel utilizado: 10% (dez por cento) no primeiro ano, 30% (trinta por cento) no segundo ano e 50% (cinqüenta por cento) a partir do terceiro ano.

Parisotto argumenta, na justificativa do projeto, que no Brasil um cidadão consome (em média) no período de um ano, uma quantidade de papel equivalente a duas árvores de grande porte.

A produção do papel não reciclado causa inúmeros danos ambientais: o desmatamento, desperdício de água (500 litros por quilograma de papel não reciclado), poluição química causada pelos produtos utilizados no branqueamento do papel e aumento do volume de lixo nos aterros sanitários.

Por outro lado, a reciclagem proporciona benefícios, tanto para o meio ambiente quanto para o próprio ser humano, como por exemplo, a diminuição e a prevenção de riscos na saúde pública, a diminuição e a prevenção de impactos ambientais e também a diminuição e a prevenção da exploração dos recursos naturais.

“A obrigatoriedade da utilização de papel reciclado na administração pública estadual direta e indireta diminuirá inúmeros danos ambientais.

Também servirá de exemplo para as empresas particulares, já que os problemas ambientais causados pela produção de papel não reciclado atingem todo o planeta”, esclareceu o petebista.

Agência Trabalhista de Notícias