Pastor Manoel Ferreira defende Polícia Militar do Rio de Janeiro

PTB Notícias 17/04/2007, 10:23


O deputado federal Pastor Manoel Ferreira, do PTB do Rio de Janeiro, comentou no Plenário da Câmara uma matéria publicada pelo Jornal do Brasil, intitulada Cabral quer militares contra a PM corrupta.

“A princípio, achei que tinha havido um equívoco e que no dia seguinte sairia outra matéria no mesmo jornal — agora, contra os militares corruptos da PM.

Mas, infelizmente, não foi isso que ocorreu”, disse ele.

“Recebi, de um dia para o outro, telefonemas de várias pessoas.

Há sargentos, soldados, oficiais que já há 12 anos não recebem um tostão de reajuste salarial.

Estão vivendo à margem da pobreza, da fome, da miséria.

Esses militares, pais de família, são interpelados a cada momento pelos próprios filhos e pelas esposas”, revelou o deputado.

“Lamento profundamente essa situação.

Em meu nome e também no de outros companheiros Deputados Federais, registro o nosso repúdio contra essa atitude, que vem, de certa forma, denegrir a imagem de uma instituição centenária: a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.

Eu não tenho procuração dos militares, não sou militar, não recebi votos dessa corporação nem sou representante dela na Casa.

Mas tenho centenas de companheiros que são homens sérios, honestos e que procuraram fazer da carreira militar e policial sua vocação, seu mister.

Essas pessoas não podem, de maneira alguma, ter o nome no rol dos corruptos”, protestou Manoel Ferreira.

“É hora de o Governador Sérgio Cabral refletir sobre o assunto e convocar o Exército não apenas para colocá-lo em cima da Polícia Militar do Rio de Janeiro, mas, se possível, para que possa ajudar na solução dos problemas, que são terríveis.

Os militares do Rio de Janeiro são homens honestos e sérios.

Registro a nossa confiança nessa instituição centenária.

Temos certeza de que eles encontrarão a melhor saída para os problemas que os afligem”, finalizou o parlamentar do PTB.

Agência Trabalhista de Notícias