Pastor Manoel Ferreira parabeniza CNBB por Campanha da Fraternidade

PTB Notícias 31/03/2007, 9:50


O deputado federal Pastor Manoel Ferreira (PTB-RJ), em discurso no plenário da Câmara, parabenizou a CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil) pelo tema abordado na Campanha da Fraternidade de 2007: a questão da Amazônia.

“Ao abordar essa questão, que representa um desafio social, econômico, político, cultural e religioso da realidade brasileira, a Campanha da Fraternidade dá ao tempo quaresmal uma dimensão histórica”, disse o deputado do PTB.

“Felizmente, estamos vendo se alastrar País afora uma tomada de consciência sobre a problemática da região amazônica, uma terra cobiçada, alvo de ação predatória, imprudente e desordenada, que ameaça não somente o equilíbrio daquele bioma, mas, sobretudo a vida das populações ali existentes, seus valores, suas culturas e, sem exagero, o bem-estar de gerações vindouras em todo o planeta”, revelou o Pastor Manoel Ferreira.

O deputado disse também que, ao escolher esse tema, a CNBB reviveu o conceito de desenvolvimento integral, estabelecido pelo Papa Paulo VI, há mais de quatro décadas: o desenvolvimento do homem todo e de todos os homens.

“Só a fraternidade e a caridade podem levar a atitudes e comportamentos responsáveis e solidários com relação ao próximo e ao meio ambiente, numa compreensão de que toda a Terra é um bem de todos e para todos”, ponderou o parlamentar petebista.

“O texto base elaborado pela CNBB é primoroso, pois denuncia as situações que denotam falta de fraternidade e, por conseguinte, geram conflitos e violência.

Além disso, levanta critérios éticos cristãos, construídos com base na sabedoria humana e no ensinamento da Igreja e na Palavra de Deus, e propõe pistas de ação para suscitar e desenvolver a fraternidade na Amazônia.

É essa consciência que a Campanha da Fraternidade está trazendo ao Brasil.

Parabéns à CNBB, pela ampla atividade de evangelização que se espalha pelo País! Pensar no desenvolvimento integral da Amazônia é pensar em nós mesmos, é pensar no bem de toda a humanidade”, finalizou o deputado.

Agência Trabalhista de Notícias