Pastor Wellington quer transformar Pernambuco em um dos maiores polos de tecnologia do país

PTB Notícias 21/09/2022, 9:31


Imagem

Criar dois centros de pesquisa em Pernambuco, sendo um no Recife e outro em Petrolina, no Sertão, focados nas temáticas de nanotecnologia, biotecnologia, novos materiais, fotônica, energias renováveis, agrotecnologia e ciências de dados aplicada à logística. A proposta é do Pastor Wellington, candidato ao Governo pelo Partido Trabalhista Brasileiro, que pretende transformar o estado num dos principais polos de tecnologia do país.

“Teremos a coragem de criar outros “Portos Digitais” de Pernambuco em outras áreas de atuação”, garante Pastor Wellington. Um dos passos será o fortalecimento do orçamento estadual para ciência, tecnologia e inovação, dentre outros meios, através do aumento do orçamento da Facepe. Além de centralizar na Facepe, a gestão dos fundos com obrigatoriedade de investimento em ciência, tecnologia e inovação, tais como oriundos da Lei de Inovação de Pernambuco (InovarPE), Prodepe, Proind e Proauto.

A proposta do PTB foi construída pela equipe técnica da campanha, formada por cientistas das principais universidades públicas de Pernambuco.

“Com essa proposta buscamos realizar a mesma transformação econômica e tecnológica que ocorreu em Campinas e São Carlos, importantes cidades de São Paulo. Essas cidades concentram dezenas de empresas de base tecnológica e geram milhares de empregos, além de concentrar diversas filiais brasileiras das maiores empresas internacionais, dispondo de inúmeros investimentos”, argumenta o candidato petebista.

Segundo Pastor Wellington, isso é possível devido ao impacto que importantes instituições de ensino e pesquisa da região promoveram, especialmente em áreas que produzem conhecimento e que mais avançam no comércio mundial. “Há muita diversificação entre as empresas que operam na região, mas boa parte delas pertence a segmentos que mais demandam tecnologia, como indústrias automobilísticas, setor de defesa, metalúrgicas, farmacêuticas, equipamentos médicos, de telecomunicações, de informática e de química entre outras.

Desta forma, a proposta é criar em Pernambuco condições científicas e tecnológicas para tornar Pernambuco um importante polo de empresas de base tecnológicas nas áreas onde nosso Estado tem reconhecido conhecimento científico.