Paulo Frange comenta volta das atividades escolares presenciais em São Paulo

Agência Trabalhista de Notícias 31/07/2020, 7:30


Imagem

O vereador de São Paulo Paulo Frange (PTB), em pronunciamento na quinta-feira (30), durante o pequeno expediente da Câmara Municipal, abordou a questão do retorno das atividades escolares de forma presencial – objeto do PL (Projeto de Lei) 452/2020, do Executivo – votado e aprovado em primeira votação na quarta-feira (29). Frange revelou que votou pela aprovação do projeto, porque as normas aprovadas não impõe data de retorno às aulas e não serão imediatas.

“Temos que nos preparar para a volta às aulas em algum momento, o que poderá ocorrer até em 2021, quando ainda passaremos o ano tratando do assunto Covid-19 e segurança”, disse o vereador,

Paulo Frange lembrou que a Covid-19 não irá desaparecer tão cedo, e será preciso aprender a conviver com ela. Segundo ele, as escolas deverão ter um protocolo e regras bem definidas para atender futuramente os alunos.

“O retorno, em primeiro lugar, será facultativo. Não será fácil essa volta, principalmente agora que as crianças estão há quatro meses convivendo mais proximamente com familiares e avós”, ressaltou o parlamentar.

Volta às aulas

Além de indicar as medidas para a volta às aulas presenciais na capital paulista, o PL estabelece ações pedagógicas, cria programas de auxílio para a compra de materiais escolares e uniformes, e sugere medidas assistenciais de saúde aos alunos e profissionais da educação.

O Projeto de Lei não determina data para a volta às aulas. O Governo do Estado de São Paulo, responsável pela autorização de reabertura das escolas, planeja a retomada presencial das atividades escolares em 8 de setembro.

Com informações da assessoria do vereador Paulo Frange (PTB-PR)