PEC Emergencial segue para votação na Câmara com novas diretrizes para o auxílio

PTB Notícias 5/03/2021, 17:12


Imagem

Após decisão do Senado Federal, aprovada em dois turnos realizados nos dias 3 e 4 de março, a Câmara dos Deputados deve votar, na próxima semana, a PEC Emergencial que prevê medidas de ajuste fiscal e mecanismos para garantir a retomada do auxílio emergencial.

Segundo definição entre o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), e líderes partidários, para acelerar a tramitação da votação, a pauta será levada diretamente ao plenário, sem passar pelas comissões. Caso a proposta receba o aval também dos deputados, o governo enviará ao Congresso uma medida provisória com regras sobre o benefício, como valor e quantidade de parcelas.

Novas definições do auxílio emergencial

O governo definiu que o novo auxílio emergencial contará com quatro parcelas, pagas entre março e junho, a apenas um membro da família. O valor será de R$ 250, contudo, mulheres com filhos terão direito a uma cota de R$ 375. Já as famílias compostas apenas de uma pessoa receberão R$ 150. Ao todo, estima-se que 46 milhões de desempregados e trabalhadores informais tenham acesso a ajuda.

Para os beneficiários do Bolsa Família, o Executivo pretende iniciar o pagamento no próximo dia 18 de março. Os demais trabalhadores devem começar a receber o benefício no fim do mês.