Pedro quer investigação de aumento de preço e escassez do cimento em SLZ

PTB Notícias 27/11/2013, 13:02


O vereador Pedro Lucas Fernandes (PTB) quer que o Ministério Público do Maranhão investigue o aumento do preço do cimento e a escassez do produto em São Luís.

Indicação nesse sentido foi aprovada, na segunda-feira (25/11/2013), pela Câmara Municipal e será enviada à promotora Lítia Cavalcante, titular da Promotoria de Defesa do Consumidor.

O saco de cimento está sendo vendido por até R$ 39 na capital maranhense.

Há 20 dias o preço era R$ 26.

“Não existe um motivo plausível para este aumento exorbitante no preço do cimento”, disse o vereador petebista.

No Maranhão, apesar de existir duas fábricas de cimento, Nassau (Km 17, em Codó) e Votorantim (São Luís), o preço praticado é um dos mais altos do Brasil.

Em algumas regiões do Maranhão o cimento comercializado vem do Ceará, Piauí e Bahia.

Em Floriano (PI), o preço para o consumidor final sai a R$ 26.

Pequenos comerciantes compram lá para revender no Maranhão.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da coluna Informe JP, do Jornal Pequeno