Petebista diz que presidente não foi frouxo

PTB Notícias 24/05/2006, 18:22


O senador Antonio João (PTB-MS) defendeu, em plenário no Senado Federal, o posicionamento do presidente Luis Inácio Lula da Silva no impasse diplomático envolvendo o Brasil e a Bolívia em virtude da nacionalização do gás boliviano.

Ele discordou dos ataques feitos ao presidente e da cobrança de que Lula deveria ter sido mais duro com o presidente bolivinano Evo Morales.

O pronunciamento foi feito durante o discurso da senadora Ideli Salvatti (PT-SC).

“Moro vizinho à Bolívia”, explicou Antonio João, completando que “para alguns, Lula foi aparentemente frouxo, mas temos de olhar por outro aspecto.

Se Lula fosse duro, a Bolívia estava falida e teria entrado em uma guerra civil”.

Para o senador sul-mato-grossense, o Brasil tem papel importante na estabilidade social, política e econômica na América do Sul.

Ele destacou que “o ato do presidente é mais sério do que comprar ou não o gás.

Ao contrário do que pensa a maioria, Lula foi mais humano do que frouxo”.

Para Antonio João, a postura do presidente foi correta para que se garantisse a estabilidade no país vizinho, mesmo o Brasil tendo condições de investir na produção de gás em solo brasileiro e, consequentemente, garantir a auto-suficiência do País em relação a este combustível.

Nomeação Na tarde desta terça-feira, 23, Antonio João foi nomeado para o cargo de vice-líder da bancada, composta por cinco senadores, e também vai ocupar a suplência da CPI dos Bingos.

A escolha foi feita pelo líder da bancada do PTB, Sérgio Zambiasi (RS).

“A decisão foi do Zambiasi, que disse que eu tenho facilidades nas conversas com os outros senadores”, comentou Antonio João.

Zambiasi também é o titular da CPI dos Bingos e convocou Antonio João para substituí-lo na comissão em sua ausência.

“Amanhã (hoje) eu vou no lugar dele”, disse Antonio João.

Correio do Estado (MS)