Petebista quer convocação de prefeito de Sorriso para defesa de contas

PTB Notícias 4/11/2011, 7:53


Na ultima sessão da Câmara de Vereadores de Sorriso (MT), o vereador Hilton Polesello (PTB), ao utilizar a tribuna livre destacou que após a passagem do período de recesso pelos feriados – Dia do Servidor Público e Finados – e ponto facultativo, estará protocolando oficio junto a Prefeitura Municipal, convocando o prefeito Chicão Bedin para comparecer junto a Comissão de Orçamento e Fiscalização que analisa as Contas da Administração Municipal referentes ao exercício de 2009.

“Estamos sim efetuando o protocolo este oficio e todos os despachos que já foram feitos e vamos anexar tudo em um só documento para que o prefeito, num prazo de dez dias venha a esta Casa de Leis, tendo em vista a necessidade de que o chefe do Executivo nos dê as informações e explicações, assim como responder os questionamentos com relação a aplicação de recursos públicos no período de 2009”, comentou o petebista.

Logo após a presença do prefeito junto a esta Comissão a mesma volta a se reunir e formula o relatório final para a apreciação do plenário.

Contas já foram reprovadasO projeto Legislativo 01/2011 que avaliou as Contas da Administração Municipal referentes ao exercício de 2009 já foi apreciado pelo plenário da Câmara Municipal de Vereadores e naquela ocasião foi recebeu a reprovação por parte dos pares legislativos, exceção da bancada situacionista.

Logo a seguir, o Chefe do Executivo recorreu da decisão reprovatória da Câmara alegando que foi cerceado de seu direito de defesa e decisão judicial, o legislativo tornou nula aquela decisão.

A Comissão de Orçamento e Fiscalização é composta pelo presidente vereador Chacrinha, relator Hilton Polesello e o vereador Boanerges Costa como membro nomeado a doc.

Contas da Administração exercício de 2010 ainda não chegaram na CâmaraO vereador Hilton Polesello também comunicou aos demais vereadores de que, “estamos praticamente no final de 2011 e as contas do exercício de 2010 não foram votadas pelo Tribunal de Contas do estado e somente poderemos avaliar após passar pelo TCE e não temos conhecimento ainda se isto acontecerá este ano ou em 2012”, ponderou.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do Portal Rádio Sorriso