Petebista Raphael Matos sugere farmácias básicas em todos postos de saúde

PTB Notícias 17/06/2013, 7:05


O vereador de Dourados (MS) Raphael Matos (PTB) está solicitando à administração municipal a implantação de farmácias básicas nas unidades de saúde que ainda não as possuem.

Em indicação ao prefeito Murilo Zauith (PSB), com cópias aos secretários José Jorge Filho (Governo) e Sebastião Nogueira (Saúde), ele explica que a ideia é facilitar o acesso da população aos medicamentos distribuídos gratuitamente pela prefeitura de Dourados.

“As farmácias mais próximas das pessoas, nas unidades de saúde de cada região, representa atendimento ágil às necessidades médicas da comunidade, pois o paciente faz a consulta, pega a receita fornecida pelo médico e, no mesmo lugar, retira os medicamentos necessários.

Isso facilita o acesso do paciente aos medicamentos de forma gratuita, controlada e segura”, considera.

Segundo sugere Raphael Matos, cada ponto de distribuição poderá contar com uma cesta básica de pelo menos 200 tipos de medicamentos.

“É necessário que descentralize este atendimento, facilitando o acesso da população aos remédios”, reforça.

GuassuO vereador do PTB solicitou à Mesa da Câmara que envie expediente ao senador Delcidio do Amaral (PT) e aos deputados federais Geraldo Resende (PMDB) e Vander Loubet (PT) solicitando que intercedam junto ao Ministério das Comunicações visando à implantação do serviço de telefonia móvel (celular) no distrito do Guassú.

Justifica que o Guassú conta com uma população estimada em sete mil habitantes e mesmo estando dentro de uma das mais prósperas regiões para agricultura e pecuária e estando habitado há mais de 50 anos, o distrito ainda está no isolamento.

“Pensando nessa situação de isolamento e na possibilidade de investimentos e a chegada de empresários dispostos a investir na região, é que se faz necessário levar ao distrito a telefonia celular, uma forma de encurtar a distância e vencer os obstáculos”, argumenta o vereador.

Raphael pondera ainda que a alguns quilômetros do Guassú, no distrito de Vila Vargas, há uma torre da operadora Vivo, mas o sinal não chega à localidade e a falta de comunicação termina sendo um grande obstáculo no desenvolvimento da economia daquele distrito.

“Impossível admitir-se na vida moderna os moradores do distrito de Guassú não poderem se comunicar via telefonia celular”, lamenta.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal Agora MS