Pietroski protesta pela tentativa de petista de “patrolar” CPI contra Yeda

PTB Notícias 14/09/2009, 19:13


Deputados da base concederam entrevista coletiva nesta tarde .

Em entrevista coletiva dos deputados da base aliada do governo Yeda Crusius que integram a CPI, realizada na tarde desta segunda-feira (14/9), o líder da bancada do PTB, deputado estadual Iradir Pietroski, reforçou que a Comissão não tem poder para punir ninguém, mas constitui a representação legal de seus membros apresentar as oitivas e encaminhá-las ao Ministério Público ou Judiciário para averiguação posterior.

“Agora a tentativa da presidente da Comissão Stela Farias (PT) de patrolar a CPI e fazer pirotecnia dos fatos poderá prejudicar a apuração da verdade.

E isso nós não aceitaremos.

Precisamos fazer as coisas dentro da lei para que os atos desta CPI não acabem sendo derrubados futuramente nos próprios tribunais por aqueles que eventualmente sintam-se prejudicados por atos que aqui tenham sido produzidos de forma ilegal”, disse ele.

O parlamentar petebista lembrou que o colegiado é soberano e as atitudes da deputada à frente da CPI ferem à Constituição Federal e o Regimento Interno da Assembleia Legislativa.

“Se estivéssemos naquela reunião da CPI estaríamos ratificando a posição da presidente e o que queremos, no entanto, é a aprovação do plano de trabalho apresentado pelo relator Coffy Rodrigues e o seguimento dos trabalhos com a apreciação dos requerimentos que apresentarmos, o que não acorreu até o momento”.

fonte: site do PTB – RS