Pinheiro descarta aumentar verba indenizatória dos vereadores de Cuiabá

PTB Notícias 22/04/2015, 17:25


O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá (MT), vereador Júlio Pinheiro (PTB), descartou a possibilidade de vir a aumentar o valor da verba indenizatória dos vereadores.

O petebista garante que, no momento, a prioridade da Mesa Diretora da Câmara é garantir a elaboração do novo Plano de Cargo, Carreia e Salário (PCCS) dos servidores efetivos.

Na última semana, o parlamentar solicitou que fosse formada uma comissão para iniciar o estudo acerca do tema.

O grupo será formado por integrantes do sindicato, do jurídico e também por vereadores.

A intenção de Pinheiro é contemplar os servidores já no próximo ano.

No total, o Parlamento possui 111 efetivos.

Segundo Júlio Pinheiro, esta medida faz parte da proposta de valorização dos servidores da Câmara.

“A valorização dos servidores é uma das nossas principais plataforma de trabalho desta Mesa Diretora.

A nossa prioridade é os servidores, por isso, garanto que não haverá aumento de verba indenizatória neste momento.

Estamos formando este grupo de trabalho e, com base em um planejamento financeiro e estratégico, queremos incluir o PCCS já no orçamento de 2016″, explica.

O reajuste na verba indenizatória dos vereadores da capital mato-grossense passou a ser cogitado após a Assembleia Legislativa ter aderido o sistema de unificação de verbas, qual culminou no aumento de R$ 30 mil no benefício recebido pelos parlamentares estaduais.

“Não pretendemos fazer isto neste momento.

Nem unificar as verbas e muito menos aumentá-la.

Apesar de termos a lei a nosso favor, temos que ter cuidado com os recursos que administramos.

Hoje a Câmara de Cuiabá não tem condições financeiras para isso e temos que trabalhar dentro da realidade”, garantiu Pinheiro.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Câmara Municipal de CuiabáFoto: Júlio Pinheiro/Secom Câmara de Cuiabá