Poá: Jeruza propõe audiência para discutir Plano Municipal de Educação

PTB Notícias 12/06/2015, 7:51


Preocupada com as questões que permeiam o desenvolvimento educacional dos estudantes de Poá (SP), a vereadora Jeruza Reis (PTB) fez, nesta semana, de forma verbal, um requerimento ao prefeito Marcos Borges (PPS), o Marcos da Gráfica, que solicita a discussão em torno do Plano Municipal de Educação (PME), nas dependências da Câmara Municipal.

De acordo com a legislação federal, o PME deve ser aprovado nos municípios até 24 de junho.

A proposta para a discussão do PME, aprovado no Congresso Nacional, recentemente, na Câmara poaense, foi apresentada por Jeruza, que também integra a comissão de Educação no Legislativo, durante a sessão de 2 de junho.

O pedido, na verdade, foi reiterado, uma vez que a vereadora já havia solicitado a realização das audiências em 28 de abril.

“Requeiro à Mesa, de forma regimental e ao presidente da Comissão Permanente de Educação desta Casa de Leis, para que em tempo hábil possa solicitar à prefeitura e a Casa de Leis e reservar o espaço para realização de audiência pública sobre o PNE e, consequentemente, o PME, friso que a matéria é de urgência”, solicitou Jeruza.

A vereadora solicitou que o documento fosse redigido na íntegra na Ata e numerado a fim de materializar o requerimento.

Para a parlamentar petebista, há uma grande tarefa pela frente.

“O Brasil agora depende da elaboração ou adequação dos planos dos 26 estados, do Distrito Federal e dos 5.

570 municípios ao novo PNE.

O nosso Plano Municipal de Educação para o próximo decênio precisa ser discutido com a sociedade.

Para o cidadão, o PNE e os planos de educação do Estado e do município onde mora, devem formar um conjunto coerente, integrado e articulado para que seus direitos sejam garantidos e o Brasil tenha educação com qualidade e para todos”, frisou.

“Um Plano Municipal de Educação não é um plano somente da rede de ensino do município, mas um plano de educação do município.

Assim, o plano deve estabelecer diretrizes e metas dialogando com os responsáveis pelos níveis de escolaridade.

Portanto, o PME deve ser mais integrado, ainda, à realidade, à vocação, às políticas públicas do município, e sua proposta de desenvolvimento é que vai determinar as metas e as estratégias de suas ações na educação escolar para a cidade de Poá”, complementou Jeruza Reis.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria da vereadora Jeruza Reis (PTB-SP)Foto: Divulgação/Assessoria