Poá (SP): Jeruza Reis encerra 1º semestre com 62 propostas apresentadas

PTB Notícias 6/07/2015, 7:54


A vereadora de Poá (SP) Jeruza Reis (PTB) encerrou o primeiro semestre de 2015 com a apresentação de 13 indicações, 30 requerimentos, duas resoluções e uma moção de apelo ao governo de São Paulo.

Primeira mulher a ter mandato na Câmara Municipal de Poá, Jeruza protocolou na secretaria da Casa um total de 62 proposituras, entre fevereiro e junho deste ano.

Só de projetos de lei foram 13.

Nas propostas apresentadas consta a autorização para implantação de um controle biológico de vetores com monitoramento permanente por método que não utiliza agentes químicos, no interesse da saúde pública animal em combate à dengue.

No primeiro semestre Jeruza também apresentou a autorização para que o Poder Executivo possa celebrar convênio com a Rede Feminina de Combate ao Câncer.

O auxílio financeiro, segundo a matéria, seria viabilizado em valor igual ou acima de R$ 10 mil.

Com o objetivo de auxiliar no atendimento e expediente da Delegacia de Poá, outra proposta apresentada pela vereadora Jeruza Reis, dispõe sobre a autorização para o Poder Executivo Municipal celebrar convênio com o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), para que estudantes de direito possam fazer estágio na DP.

Para contribuir, de maneira cultural, durante o período a parlamentar idealizou a criação do Museu Virtual.

Com a finalidade de preservar a memória da história de Poá, a parlamentar sugeriu que a proposta seja aplicada em sítio das redes sociais pertinentes.

O principal objetivo é tornar público documentos, fotos e relatos que possam ser visualizados sem sair de casa, pela rede mundial de computadores.

Autora de uma moção de apelo ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), Jeruza cobrou do chefe de Estado uma posição oficial quanto à desativação e extinção da Cadeia Pública Feminina de Poá.

O documento foi protocolado na Casa de Leis, deliberado em plenário e encaminhado ao Palácio dos Bandeirantes.

Defensora ferrenha do encerramento integral do presídio, que durante anos foi alvo do repúdio de autoridades e da sociedade por não contar com infraestrutura adequada, a petebista alega que na prática o equipamento público já não funciona, por esse motivo, pede que o governador decrete oficialmente a desativação e extinção da cadeia.

Como presidente da Comissão Especial de Acompanhamento das Obras do Rodoanel, a vereadora Jeruza Reis foi até a ARTESP (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo), a fim de obter a atenção necessária ao município de Poá que teve sérios transtornos com a chegada do Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas (SP-21).

Ao solicitar as medidas reparatórias, mitigatórias e compensatórias, a parlamentar recebeu a informação de que o Comitê Gestor da Prefeitura de Poá deveria enviar o projeto de compensação para aprovação ou não, pois os valores já estão depositados para o comitê, uma conquista para a cidade.

Como parlamentar eleita pelo povo e presidente da Comissão Temporária da Mulher na Câmara de Poá, a vereadora defendeu, em seus discursos na tribuna, a instalação de uma Casa Transitória de Abrigamento para mulheres vitimizadas por violência.

Não de hoje Jeruza, defensora de políticas públicas em prol das mulheres, emblema luta pela instalação do equipamento na cidade.

Desde 2013, quando, oficialmente, a autorização para instalação dos equipamentos, idealizada pela parlamentar, foi protocolada no Legislativo.

No que tange à crise hídrica, Jeruza Reis, que preside a Comissão Temporária de Acompanhamento da água, solicitou a distribuição de material explicativo sobre a maneira correta para a captação de água, já que as pessoas estão se precavendo devido à falta de água na cidade.

A vereadora acredita que com a distribuição de panfletos nos bairros do município, a população evitará, de fato, a procriação do mosquito Aedes Aegypti, que transmite a dengue, trata-se de uma questão de saúde pública.

Na primeira metade do ano, Jeruza apresentou um requerimento solicitando informações sobre estudos existentes para a instalação de uma unidade da Previdência Social no município.

A iniciativa partiu após o pedido de moradores junto à parlamentar, que defende a medida já que Poá conta com mais de 100 mil habitantes, portanto com número populacional considerável.

Em outro pedido a vereadora apresentou, recentemente, um requerimento que solicita informações sobre a instalação de um escritório do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em Poá, visando maior incentivo e avanço às diversas atividades profissionais envolvidas na cidade, além de possibilitar atendimento mais próximo ao empreendedor, intensificar apoio à micro e pequena empresas e garantir velocidade no acesso à logística.

Duas resoluções também fazem parte dos trabalhos legislativos do primeiro semestre do mandato da parlamentar.

Uma delas concede o Título de Cidadão Poaense ao jornalista Altino Campos e outra concede a mesma honraria ao desembargador José Renato Nalini pelos relevantes serviços prestados ao município.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria da vereadora Jeruza Reis (PTB-SP) Foto: Divulgação/Assessoria