“Poder Legislativo precisa trabalhar com maior sentido de urgência”

PTB Notícias 5/02/2009, 11:51


O deputado federal Armando Monteiro Neto, presidente do Diretório Estadual do PTB em Pernambuco e da Confederação Nacional da Indústria (CNI), disse nesta quarta-feira (04/2), que a crise econômica mundial e a proximidade das eleições de 2010 estimularão as atividades legislativas ao longo deste ano.

“O ano legislativo de 2009 apresenta-se bem diferente do de 2008.

Deverá ser um ano marcado por maior ativismo legislativo e por maior sentido de urgência”, afirmou o deputado.

Segundo Monteiro Neto, o atual cenário econômico exige do setor produtivo foco, definição de prioridades e coordenação de ações.

“Esses elementos serão essenciais para que a indústria possa apoiar proposições legislativas que não só contribuam para a recuperação da economia, mas transcendam às atuais dificuldades com vistas a promover o aumento da competitividade do país”, destacou.

O deputado petebista lembrou que é o momento do Brasil construir a ponte para o futuro.

“Devemos preparar a economia para o pós-crise, ou seja, melhorar a qualidade das instituições, alavancar projetos estruturantes e impedir a ocorrência de retrocessos.

” Para ele, a tarefa do setor produtivo será mais complexa do que nos anos anteriores.

Isso porque a crise mundial exigiu ações importantes dos governos, especialmente na área financeira.

“Esse novo papel, que esperamos seja temporário, reforça o discurso daqueles que acham que o Estado é a solução para todos os problemas.

” Armando Monteiro Neto reafirmou a confiança da indústria na economia de mercado.

Destacou, no entanto, que regras e leis são indispensáveis.

“Mais mercado também significa mais regras e, principalmente, clareza e estabilidade nas regras.

Afinal, sem segurança jurídica, não há investimento.

” Prova disso é que entre as prioridades da Agenda Legislativa de 2008 estavam projetos que tratavam das agências reguladoras, defesa da concorrência e a lei do gás natural.

Na avaliação do presidente da CNI, a agenda da indústria deste ano tem um importante papel a cumprir.

“A Agenda 2009 apresenta maior sentido de urgência e relevância em um mundo mais seletivo de oportunidades e de competição mais acirrada”, disse Monteiro Neto.

fonte: Agência CNI