Prefeita Célia Rocha propõe acompanhamento de contrato da PPP da Água

PTB Notícias 6/04/2013, 8:20


Durante audiência pública ocorrida no fim da tarde desta sexta-feira (5/4), na Câmara Municipal de Arapiraca (AL), a prefeita daquele município, Célia Rocha (PTB), sugeriu que os municípios acionem as suas procuradorias e o Ministério Público Estadual (MPE) para acompanharem o contrato firmado entre o governo estadual, por meio da Casal, e a CAB Águas do Agreste.

A empresa foi a vencedora da Parceria Público Privada (PPP) para construção da nova adutora do Agreste.

A obra está orçada em R$ 143 milhões, com prazo de entrega para julho de 2014.

O sistema trará água do Rio São Francisco, na cidade de Traipu, a 57 km de Arapiraca.

A informação foi repassada pelo presidente da Casal, Álvaro Menezes, que foi bastante indagado durante a audiência pública, solicitada pelo vereador Ronald Rios, o Roninho (PT).

A reunião também contou com a presença dos prefeitos de Craíbas, Bruno Pedro, e de Lagoa da Canoa, Álvaro Melo, além do deputado estadual Ricardo Nezinho; da presidente da Central Única dos Trabalhadores, Amélia Fernandes, bem como da presidente da Câmara, Gilvânia Barros, e dos vereadores Edvânio do Zé Baixinho, Tarcizo Freire, Dorje do Queijo, Doutor Fábio, Moisés Machado, Josias Albuquerque, Adalberto Saturnino, Graça Lisboa, Fabiano Leão, além de moradores e lideranças comunitárias do Agreste.

Na ocasião, o presidente da Casal, Álvaro Menezes, adiantou que a nova adutora terá uma vazão de mil metros cúbicos por horas, e mais 500 metros cúbicos por hora somente para atender a Mineradora Vale Verde, instalada na cidade de Craíbas.

Ele explicou que a atual vazão é de 500 metros cúbicos por hora, para atender os dez municípios que fazem parte do sistema adutor do Agreste.

Ainda durante a audiência, a prefeita Célia criticou o prazo dado para entrega da nova adutora.

“O povo está sofrendo com a falta de água.

Um ano é muito tempo para esperar pela chegada do líquido nas torneiras”, comentou a prefeita Célia Rocha.

Ela propôs uma nova audiência para o mês de maio, dessa vez com a presença dos dez prefeitos dos municípios que fazem parte do sistema adutor, bem como de representantes da empresa CAB Águas do Agreste.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal da Prefeitura de Arapiraca