Prefeita de Caldas Novas pede apoio da comunidade na luta contra dengue

PTB Notícias 20/04/2007, 11:54


A prefeita de Caldas Novas, Magda Mofatto (PTB/GO), solicitou esta semana à comunidade de Caldas Novas apoio para prevenir e manter o combate ao mosquito da Dengue sobre controle, pois os agentes de saúde têm encontrado dificuldade para entrar em alguns imóveis do município.

A petebista pediu ainda aos turistas que têm casa ou lotes em Caldas Novas que deixem as chaves do portão do imóvel com um vizinho ou amigo, para que os agentes possam fazer o serviço de combate à larva.

“É importante informar que o trabalho de combate ao mosquito da Dengue se dá no quintal.

Não e necessário deixar as chaves das residências, pois os agentes de saúde não entram nas casas”, informou Magda.

“Muitos moradores não permitem que entremos nos seus quintais para fazer o nosso trabalho de prevenção e combate ao mosquito transmissor da dengue.

Outros imóveis estão fechados, impossibilitando a nossa entrada”, afirmou um dos agentes.

Dados do Ministério da Saúde apontam que a estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que entre 50 e 100 milhões de pessoas sejam infectadas pela doença anualmente, em mais de cem países, exceto os da Europa.

Aproximadamente 20 mil morrem em conseqüência da dengue e cerca de 550 mil doentes precisam de hospitalização.

Conheça as principais medidas para eliminar os criadouros do mosquito:- Manter cobertos vasos, caixas de água, barris, cisternas, pneus velhos e qualquer outro recipiente que possa reter água da chuva.

– Pessoas que cultivam plantas devem ter cuidados redobrados.

Vasos com plantas aquáticas devem ter a água trocada e ser limpos com freqüência, de preferência com uma bucha ou escova.

Já plantas que não necessitam de água podem ser transferidas para vasos com terra.

– Evite ter em casa plantas que acumulem água, como babosa, espada-de-São-Jorge, bambus, bananeiras e bromélias.

– Garrafas devem ser guardadas de cabeça para baixo, para evitar que acumulem a água da chuva, de preferência em um local coberto.

– Troque a água de bebedouros de animais diariamente.

Mantenha limpas as calhas, lajes e piscinas.

– Produtos descartáveis, como copos plásticos, devem ser jogados no lixo e posteriormente entregues em postos de reciclagem.

– Como os ovos que as fêmeas põem nos recipientes com água parada e limpa ficam grudados em suas paredes, não é suficiente apenas trocar a água destes locais.

É necessário limpá-los bem, de preferência com uma escova ou bucha, para que os ovos se soltem.

Agência Trabalhista de Notícias