Prefeita Kelly Moraes se manifesta até sexta sobre o terreno para o HPS

PTB Notícias 3/03/2010, 6:37


A prefeita de Santa Cruz do Sul, Kelly Moraes (PTB), irá se reunir esta semana com os vereadores da base governista e até sexta-feira dará uma posição à Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo (Amvarp) sobre a doação do terreno às margens da RSC-287, nas proximidades do Comando Rodoviário da Brigada Militar, ao Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale) para a construção do Hospital de Pronto-Socorro Regional (HPS).

A polêmica sobre o repasse da área voltou à discussão na reunião dos prefeitos na manhã de ontem em Vera Cruz, diante da resistência manifestada por parlamentares santa-cruzenses em aprovar o projeto para o repasse da área, alegando questões de preservação ambiental.

O prefeito de Sinimbu e presidente do Cisvale, Mario Rabuske, cobrou uma solução urgente diante das discussões que se arrastam há mais de dois anos e do curto prazo para ainda encaminhar emendas ao orçamento da União para a obtenção dos R$ 18 milhões necessários para a construção do complexo.

Rabuske disse que as questões ambientais existentes no terreno são contornáveis.

A prefeita de Santa Cruz do Sul vai avaliar com os vereadores da base aliada o encaminhamento do projeto para a Câmara sobre a doação do terreno em Linha Santa Cruz, a um quilômetro do trevo do Fritz e Frida.

Se os parlamentares se manifestarem contrários, o município de Venâncio Aires passará a ser a primeira opção para sediar o HPS Regional.

O vice-prefeito e secretário de Planejamento, Giovane Wickert, lembrou que o prefeito Airton Artus havia manifestado interesse anteriormente.

Ressaltou que o município em nenhum momento teve a intenção de disputar a localização, mas contribuir para que o complexo saia do papel.

Wickert ontem reiterou a posição do ano passado e disse que tão logo o Cisvale der sinal positivo, a Prefeitura partirá para a desapropriação de uma das áreas previstas, nas margens da RSC-287 ou na RSC-453.

A prefeita de Santa Cruz do Sul ressaltou que os vereadores da base aliada não mostraram contrariedade ao projeto, mas à localização do terreno para a obra.

Disse também que não está em discussão uma briga entre os municípios para levar o HPS, mas a concretização de uma proposta para a instalação do complexo.

Por isso, Kelly disse que irá apoiar a construção em Venâncio Aires caso os prefeitos da região optem pela nova localização.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações da Gazeta do Sul