Prefeito Aidan anuncia investimento recorde na área de Saúde em 2010

PTB Notícias 15/10/2009, 7:17


Pela primeira vez na história, o município de Santo André terá um orçamento voltado à área da Saúde maior do que o da Educação.

O valor de R$ 307 milhões para 2010 supera em mais de R$ 50 milhões o montante que será destinado à Pasta da Educação no mesmo período: R$ 256 milhões.

Mesmo considerada pelo secretário de saúde, Leonardo Carlos Oliveira, uma quantia insuficiente, possibilitará alguns investimentos anunciados pelo prefeito Aidan Ravin (PTB) nesta quarta-feira (14/10).

“É um orçamento histórico, o maior da cidade até agora.

Mostra responsabilidade com a população e tenta resgatar a dívida social com o povo”, afirma o secretário.

A peça orçamentária já foi protocolada na Câmara de Vereadores, porém ainda não foi votada.

A expectativa de Aidan é de que os representantes do Legislativo compreendam a importância dos projetos na hora de votar.

“O que pode acontecer é os vereadores aproveitarem para colocar emendas no orçamento e isso pode atrasar o processo”, destaca Aidan.

Cada vereador tem direito a R$ 200 mil em emendas, no entanto, não seria possível “honrar” com todas as demandas dos vereadores.

De acordo com o prefeito, essa questão pode ser o grande embate para que as discussões sobre o tema sejam prolongadas.

Poupatempo da SaúdeOficialmente, o Poupatempo da Saúde, principal promessa de campanha do prefeito, foi lançado no último dia 24 de setembro.

O prédio, situado na avenida capitão Mário Toledo de Camargo, 3.

330, na Vila Vitória, foi cedido ao governo estadual para a instalação de um AME (Ambulatório Médico de Especialidades) e prestará atendimento em cerca de 30 especialidades médicas.

Segundo o prefeito, a reforma do espaço já começou.

Nos próximos dias ocorrerá a assinatura oficial de cessão do prédio para o governo e início dos processos de licitação para compra de equipamentos.

Um andar do Poupatempo da Saúde será utilizado para o Hospital Dia, um local usado para pequenas intervenções cirúrgicas.

Quatro leitos de recuperação pós-cirúrgica e anestésica, três salas de cirurgias e uma enfermaria com 18 leitos também farão parte do espaço.

UPAsPelo menos duas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) estão garantidas para o próximo ano.

As unidades, localizadas na Vila Luzita e no Jardim Rina, no segundo subdistrito, atrairão investimento de R$ 2,6 milhões cada uma por parte do Governo Federal e R$ 256 mil para manutenção.

“As UPAs são importantes para não sobrecarregar os pronto-socorros, principalmente na Vila Luzita, que é uma região populosa.

Isso alivia e reduz a demanda”, destaca Ravin.

Para receber estes benefícios, segundo o secretário de saúde, o município precisou atingir dois pré-requisitos: ter um programa de Saúde da Família e um Samu atuantes.

O Pronto Atendimento de Paranapiacaba também sairá em 2010.

“Era um projeto que estava enterrado desde 2005 com verba de R$ 500 mil parada.

Fizemos um esforço, criamos comissões de meio ambiente para aprovar o projeto arquitetônico e no ano que vem a população de Paranapiacaba terá atendimento 24 horas”, observa Oliveira.

CEOsEstão prometidos outros três CEOs (Centro de Especialidades Odontológicas) com inauguração prevista para 2010.

As unidades, que ficarão na Vila Palmares, no bairro Santa Terezinha e na Vila Luzita, ainda não têm data para a inauguração, já que dependem do Governo Federal.

Foram liberados R$ 40 mil para implantação, no entanto, R$ 6,6 mil usados para manutenção mensal, será contrapartida da prefeitura.

Hospital do IdosoOs idosos de Santo André também serão contemplados na área da Saúde.

A partir do mês de junho de 2010 os velhinhos terão um hospital dedicado a eles, localizado na rua Davi Campista, na Vila Guiomar.

O espaço – um prédio de três andares, com 70 leitos – foi doado por um empresário, cuja identidade não foi divulgada.

“A população está envelhecendo.

Esse hospital vai aliviar os PSs, além de não deixar que se comece a perder vidas nos PSs”, coloca Aidan.

Terminado o processo de adequação do prédio será iniciado o processo de licitação para compra de equipamentos.

Ainda não foram divulgados valores para concretização do hospital, mas de acordo com o prefeito, o número deve ficar em torno de R$ 3 milhões.

Centro HospitalarAinda neste ano será concluída a reforma do Centro Hospitalar de santo André.

Após as obras, o número de leitos de UTI passará de 17 para 32.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Diário do Grande ABC