Prefeito Aidan Ravin cria teto para emenda parlamentar em Santo André

PTB Notícias 21/08/2009, 12:53


Os vereadores de Santo André poderão ter emendas de até R$ 200 mil por ano para projetos específicos, como urbanização dos bairros nos quais atuam ou ações específicas dentro das áreas que defendem.

A verba será individual e estará no orçamento ainda neste ano.

A proposta foi formulada pelo prefeito da cidade, o petebista Aidan Ravin, e levada na tarde desta quinta-feira (20/8) aos parlamentares pelo secretário de Orçamento e Planejamento Participativo da Prefeitura, Arnaldo Augusto Pereira.

O montante atingirá R$ 4,2 milhões, verba superior à da Pasta, de R$ 2 milhões para este ano.

Segundo o secretário, os 21 parlamentares poderão fazer indicações para integrar o orçamento municipal.

“O vereador será um miniprefeito.

Ele terá a verba para aplicar no projeto que quiser, podendo ser em obras, projeto cultural ou social.

O governo Aidan Ravin vai executar seguindo critério de prioridade, ou seja, o que é mais importante para a cidade.

Por exemplo, entre um projeto de urbanização e um aporte para uma determinada festa ou evento, claro que o primeiro será priorizado.

É algo histórico na cidade”, explicou.

A propositura agradou a praticamente todos os parlamentares, que poderão utilizá-lo como ferramenta política na conquista de votos.

Para o PT, no entanto, com exceção de José Montoro Filho, o Montorinho , a proposta não convenceu.

Tiago Nogueira, presidente da sigla na cidade, afirmou que o ideia visa a acalmar a base de sustentação.

“A fogueira estava assando o prefeito.

Para evitar isso, ele criou o conselho político e este projeto.

São ações de contenção”, disparou.

Líder da bancada petista, Jurandir Gallo utilizou a tribuna para fazer duras críticas ao governo.

“O secretário afirmou em reunião restrita conosco que a execução dos projetos dependerá da relação do vereador com o Executivo.

Isso é uma vergonha.

Ele quer nos comprar, venda-se quem quiser.

Nunca imaginei ouvir isso um dia”, criticou, encerrando o discurso com um recado direto a Pereira: “Antes de trazer uma proposta indecente como esta, o senhor deveria ter mais cuidado.

Aqui ainda há homens sérios”, finalizou.

Segundo o secretário, o orçamento será sancionado com as emendas.

“Funciona na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa, aqui não será diferente”, destacou.

O projeto de lei será encaminhado à Casa nas próximas semanas.

Aidan promete abrir caminho para aliadosEm reunião na noite desta quinta-feira (20/8) com parte da bancada de sustentação, o prefeito Aidan Ravin (PTB) prometeu envolver os parlamentares e partidos aliados nos projetos para a cidade, além de facilitar o acesso do grupo ao secretariado.

Assim, ele espera solucionar reclamação recorrente entre os vereadores da base aliada.

O chefe do Executivo andreense garantiu ainda agilizar o processo de criação do Conselho Político Suprapartidário, que envolverá dois componentes de cada sigla em discussões deliberativas junto à Prefeitura.

O encontro contou com dez dos 15 integrantes da base.

Segundo o líder do governo na Câmara, Marcelo Chehade (PSDB), os parlamentares aproveitaram para desabafar durante o encontro.

“Eles apontaram todas as insatisfações com o governo.

O prefeito se mostrou interessado em ter a participação mais efetiva dos vereadores e de seus partidos e prometeu abrir caminho para a sustentação.

Ele quer começar a organizar o conselho na próxima semana”, explicou.

Os vereadores do DEM e do PSB não participaram da reunião.

O socialista José Ricardo já havia adiantado que não iria.

“Não é esse tipo de envolvimento que queremos.

Fiquei sabendo do conselho pela imprensa, como vou participar disso?”, questionou.

fonte: jornal Diário do Grande ABC (SP)