Prefeito Aidan Ravin quer mudar orientação de vias em Santo André

PTB Notícias 18/06/2009, 8:58


O prefeito de Santo André, Aidan Ravin (PTB), propõe mudança nas mãos das avenidas Dom Pedro II e Industrial.

Em vez de permitir fluxo nos dois sentidos, ambas seriam de mão única, uma para cada direção.

O objetivo é amenizar o trânsito que forma nessas duas vias, principalmente no horário de rush.

A afirmação foi feita ontem durante palestra sobre segurança pública no Colégio Sagrada Família, no bairro Paraíso, em Santo André.

Mesmo sem ter o projeto definido, Aidan contou que essa ideia está em estudo na Sosp (Secretaria de Obras e Serviços Públicos).

“Vamos analisar as possibilidades, mas é algo para os próximos anos”.

“A Dom Pedro II seria só para quem fosse a São Caetano e a Industrial para quem voltasse a Santo André”, detalhou Aidan.

“Acredito que o fluxo seguiria melhor, pois diminuiríamos a quantidade de semáforos nas duas vias”.

Mesmo sem estudos, o prefeito deduziu que as mudanças melhorariam em 40% a fluidez do trânsito.

Outra proposta anunciada pelo prefeito durante a palestra foi o rebaixamento das pistas centrais da Avenida Pereira Barreto.

“Seria como a Perimetral.

Teríamos uma via rebaixada só para veículos de passeio.

Os coletivos transitariam pela parte superior”, contou.

A mudança de mão das avenidas Industrial e Dom Pedro II já foi discutida em administrações passadas.

Uma das primeiras vezes que o assunto entrou em pauta foi em 1995 na gestão do ex-prefeito Newton Brandão.

À época, os secretários de Transporte e de Planejamento de Santo André estudavam a possibilidade de tornar a Avenida Dom Pedro II mão única no sentido São Caetano-Santo André.

A Avenida Industrial, que corre paralela, deveria passar pelo mesmo processo, adotando tráfego contrário da Avenida Dom Pedro II.

O então secretário de Transportes, José Araújo, explicou que a ideia surgiu da necessidade de transformar a Avenida Industrial em um corredor mais utilizado pelos motoristas.

Para ele, não fazia sentido manter duas avenidas paralelas com mão dupla.

Na última gestão do ex-prefeito João Avamileno (PT), de 2004 a 2008, o assunto foi levantado novamente.

“Iniciamos o estudo, mas não deu tempo de terminá-lo.

É uma tentativa para aliviar o trânsito caótico”, disse Avamileno.

Aidan admitiu que muitos trajetos na cidade são difíceis de serem identificados por falta de sinalização, conforme o Diário apontou na edição do dia 7.

“Estamos em fase de licitação para contratar uma empresa que será a responsável em colocar placas de identificação em todas as ruas da cidade.

Na região central, faremos mudanças radicais”, afirmou Aidan.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Diário do Grande ABC