Prefeito Aidan Ravin sai na frente em primeira pesquisa em Santo André

PTB Notícias 23/07/2012, 7:19


O prefeito de Santo André (SP), Aidan Ravin (PTB), sai na frente na disputa pelo comando do Paço a partir de janeiro.

É o que mostra a primeira rodada de pesquisa realizada pelo Diário.

No levantamento estimulado (onde o eleitor observa disco com nome de todos os candidatos), o petebista aparece com 32,5% dos votos.

Com margem de erro de três pontos percentuais, aparecem tecnicamente empatados Carlos Grana (PT), com 20,4% e Raimundo Salles (PDT), com 17,8%.

Alexandre Fláquer (PRTB) registra 2,7% das intenções de voto, seguido por Nilson Bonome (PMDB), com 1,3%.

Marcelo Reina (Psol) tem 0,8%.

Brancos e nulos registram 13,8%.

Não sabem, 10,7%.

O levantamento reflete o resultado obtido pelos prefeituráveis andreenses nas duas primeiras semanas de campanha eleitoral.

A busca foi votos está autorizada desde o dia 6.

Na pesquisa espontânea (onde o eleitor responde em quem irá votar em 7 de outubro sem ver os nomes dos candidatos), o prefeito também aparece na liderança.

O petebista tem 12,9%.

O petista Carlos Grana registra 7,4%.

Como a margem de erro é de três pontos percentuais, os dois estão tecnicamente empatados, embora a distância esteja bem próxima do limite.

Salles tem 2,8%; Fláquer, 0,6%; Bonome, 0,2% e Marcelo Reina, 0,1%.

Brancos e nulos somam 10,2%.

Neste levantamento, o índice de indecisos é de 65%.

Mesmo fora do páreo, o atual deputado federal Vanderlei Siraque (PT) é lembrado na espontânea, com 0,4% das intenções de votos.

Siraque perdeu para Aidan no segundo turno da eleição de 2008.

A pesquisa realizada pelo Diário ouviu 1.

070 eleitores de Santo André no dia 17 de julho.

O levantamento está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob número SP-00124/2012.

Administração é aprovada por 31,3% Um terço dos eleitores de Santo André que foram entrevistados pela pesquisa realizada pelo Diário aprova a administração Aidan Ravin (PTB).

A cidade, no entanto, está dividida quanto à avaliação do atual governo municipal, já que as outras duas fatias estão bem divididas entre os que o desaprovam e os que o consideram apenas mediano.

Levantamento feito com 1.

070 pessoas mostra que 5% acham ótima a administração petebista.

O governo Aidan é considerado bom para 26,3% dos entrevistados.

Desta forma, 31,3% aprovam o governo, número bem próximo da intenção de votos para o petebista no levantamento estimulado (32,5%).

Consideram apenas regular a administração municipal 33,2% dos entrevistados pela pesquisa eleitoral.

Julgaram ser ruim o governo atual 13,3% dos eleitores.

Avaliação péssima foi citada por 19,4%.

Isso significa que também um terço da cidade (32,7%) rejeita o primeiro mandato à frente do Paço do petebista.

Não souberam, 2,8%.

O prefeito de Santo André foi eleito no segundo turno de 2008 contra o petista Vanderlei Siraque, após travar duro embate com Raimundo Salles pela vaga no segundo turno.

Sem coligação, a vitória petebista surpreendeu até mesmo dirigentes da legenda.

Por conta disso, Aidan enfrentou dificuldades para montar o secretariado.

Aos poucos, foi atraindo a classe política para seu lado, mas sempre teve problemas no Legislativo.

Recentemente, enfrentou desgaste por conta do episódio envolvendo supostos casos de corrupção no Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental), que resultou criação de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) e investigações no Ministério Público e na Polícia Civil.

Na reta final das alianças para o pleito deste ano, Aidan perdeu o apoio do PSDB, que brigava pela vice e que acabou ocupando o mesmo posto na chapa de Salles.

O petebista manteve Dinah Zekcer ao seu lado na chapa que disputa a reeleição.

Aidan chegou a anunciar em reunião que o PSDB ficaria com a vaga, mas após reclamação de Dinah, que chegou a pensar na saída de parte do secretariado ligado a ela, o prefeito sequer deu a resposta aos tucanos.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do Portal Diário do Grande ABC