Prefeito Alberto Bejani garante vôos comerciais no Aeroporto da Serrinha

PTB Notícias 5/11/2007, 10:20


A população de Juiz de Fora (MG) já pode ficar tranqüila quanto ao funcionamento do Aeroporto Francisco Álvares de Assis, conhecido como Aeroporto da Serrinha.

Em documento enviado à Prefeitura na última quinta-feira (1º/11), pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), foi comunicado que, em decisão da Diretoria Colegiada da ANAC, a classificação do Aeroporto da Serrinha voltou para a categoria V, o que representa a manutenção dos vôos comerciais.

A decisão foi tomada em função, principalmente, do pleito da Prefeitura, por meio do prefeito petebista Alberto Bejani, que se baseou em um consistente trabalho realizado pela Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica (SPGE), desde o início da atual administração municipal.

De acordo com o documento enviado pela Agência, a categoria V representa “pista de aviação regular de médio porte de baixa densidade – pista na qual haja ou esteja prevista, num período de 20 anos, a operação de aeronaves da aviação regular de médio porte, cuja soma de pousos e decolagens, existente ou prevista, seja inferior a dois mil movimentos anuais ou em que número de operações, no período noturno deste tipo de aviação, seja igual ou inferior a quatro movimentos”.

Esta determinação também está em sintonia com a solicitação do Governo estadual, que recentemente observou o fato de a homologação do Aeroporto Regional da Zona da Mata, localizado em Goianá, em nada interferir nas atividades do aeroporto de Juiz de Fora, que o primeiro trata-se de um aeroporto de categoria internacional (aeroporto de indústria).

“Estamos muito felizes em poder trazer esta tranqüilidade para a cidade, para os usuários que tanto necessitam de realizar viagens utilizando o Aeroporto da Serrinha”, alegra-se o prefeito Alberto Bejani.

O secretário de Planejamento e Gestão Estratégica, José Maurício Gomes, também compartilha da mesma satisfação e afirma que o empenho de Bejani junto ao Governo federal teve grande peso na decisão.

O titular da SPGE informa que algumas obras emergenciais deverão ser iniciadas em breve no Serrinha, como melhorias nos banheiros, que passarão a ter melhor acessibilidade, na comunicação visual do local, na pintura e nos gradis.

Há ainda a previsão de se fazer uma separação do check-in e do check-out do aeroporto.

E já para o próximo ano, foi previsto no orçamento municipal um valor de R$ 1,1 milhão para ser aplicado em reformas de grande porte, as quais ainda estão sendo levantadas pela equipe técnica da SPGE.

Agência Trabahista de Notícias (com informações da PJF)