Prefeito Areski Freitas garante que União não corre riscos de enchentes

PTB Notícias 4/05/2011, 8:27


Os moradores do município de União dos Palmares (AL) ficaram apavorados com a notícia de que duas barragens localizadas no município de Gravatá, no Estado de Pernambuco teriam se rompido e que o volume de água atingiria os municípios da região do Rio Mundaú, a começar pelo município de União dos Palmares, uma das cidades mais atingidas pelas enchentes de junho do ano passado.

O carro de som da prefeitura saiu às ruas da cidade alertando as comunidades ribeirinhas de Canabrava, Macaco e de todo o entorno do Rio Mundaú que deixassem suas casas e retirassem os pertences para evitar maiores prejuízos.

O alerta de nova enchente deixou os moradores em pânico.

Em pouco tempo a notícia se espalhou e muita gente recolheu tudo o que possuía e saiu em busca de abrigo.

Em entrevista por telefone, o prefeito da cidade Areski Freitas, o Kil (PTB), disse ao Alagoas24Horas que recebeu um informe da Defesa Civil solicitando que a prefeitura alertasse a população sobre o perigo eminente de nova enchente em função da situação caótica vivenciada pelos municípios do Estado de Pernambuco.

Somente depois de divulgar o alerta, o prefeito foi informado que havia ocorrido um engano da Defesa Civil, que tinha confundido Palmares (PE) com União dos Palmares (AL).

O fato é que o alarme falso chegou a outros municípios, a exemplo de São José da Laje – também atingido pelas chuvas de 2010 – onde a população apavorada temia que a situação de calamidade pública se repetisse.

Após os esclarecimentos, o prefeito mandou retirar o carro de som das ruas, no entanto, muitas famílias desinformadas continuam vagando à procura de um abrigo seguro para se instalar.

Comunicado OficialPara tranquilizar as populações dos municípios banhados pelos rios Mundaú e Paraíba, atingidos pelas enchentes do ano passado, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente esclarece que as bacias hidrográficas desses rios apresentam normalidade quanto aos seus níveis e por isso, não há risco de enchentes nessas regiões.

O Diretor de Gestão Ambiental, José Gino de Oliveira, explicou que as chuvas que caem no Estado de Pernambuco estão escoando em uma bacia distante dos rios citados.

A assessoria de comunicação reforçou que a secretaria está realizando o monitoramento 24 horas e que apenas o Rio Jacuípe, no município de mesmo nome, faz fronteira com município pernambucano.

“As chuvas estão atingindo o Litoral Norte, fronteira com Pernambuco, e afetando as cidades de Jacuípe, Jundiá, Campestre e Novo Lino.

As equipes da Defesa Civil Estadual, que estavam em Maragogi, já foram deslocadas para esses municípios e estão tomando as devidas providências emergenciais”, finaliza a assessoria.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Alagoas 24 Horas