Prefeito Areski Freitas recebe a visita do embaixador de Cabo Verde

PTB Notícias 21/05/2011, 8:57


O prefeito Areski Freitas (PTB) recebeu em União dos Palmares (AL), a visita do embaixador da República de Cabo Verde, Daniel Antonio Pereira e o professor-doutor, Carlos Moore, cubano que viaja para diversos países no mundo fazendo palestras em conferências, reuniões de estudantes e políticos para discutir assuntos relacionados à cultura africana.

O embaixador Daniel Antonio Pereira foi recepcionado pelos secretários Elson Davi (Cultura) e Izabel Helena (Turismo) quando participaram de uma entrevista na rádio comunitária Zumbi FM, tratando de assuntos como política, educação, trabalho, fome, crises, conquistas e futuro.

Os assuntos sobre Cabo Verde e seu povo foram discutidos em mais de duas horas de programa.

Já no finalzinho da participação ao vivo na rádio o professor Carlos Moore chegou ao lado da jornalista Arísia Barros e complementaram os assuntos.

Após a entrevista, Carlos Moore e Daniel Pereira foram visitar o Parque Memorial Quilombo dos Palmares junto com o prefeito Areski Freitas e a primeira-dama, Gabriela Yasmine Freitas.

Ambos visitaram os principais locais que relembram a história dos líderes negros e dos que viviam em palmares.

Carlos Moore emocionou-se ao estar na terra de luta e coragem onde Zumbi e Ganga Zumba, lutaram por seus ideais, vida e povo.

Ficou extremamente feliz ao conhecer dona Marinéia Bezerra, uma artesã do povoado do Muquém, única comunidade de remanescente quilombola da região palmarina.

Os visitantes participaram ainda de um banquete familiar, no restaurante da Serra da Barriga, que está em funcionamento todos os finais de semana.

A comida, o tempero e a bebida regional encantaram os visitantes.

Logo após a visita e o almoço, as autoridades posaram para fotos, concederam entrevistas e foram embora.

No final da visita ao parque o prefeito Areski Freitas convidou o professor Carlos Moore para conhecer a comunidade quilombola de Muquém.

A dor de uma realidade Ao ver a dificuldade de se subir à Serra da Barriga, o professor Carlos Moore, se solidarizou com a população palmarina, com os quilombolas, a história local e prometeu empenho, para conquistar de uma vez o acesso, para cobrar de verdade, para pedir fiscalização no cuidado, preservação do patrimônio.

“Este espaço não era para ser apenas um patrimônio, municipal ou estadual, ou até federal como é.

Este espaço deve ser um patrimônio da humanidade, aqui está uma boa parte da história de nosso planeta, nossa sociedade.

Vamos lutar por isso”, disse Carlos Moore.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal da Prefeitura de União dos Palmares