Prefeito Chico Galindo participará de Forúm Internacional em Coimbra

PTB Notícias 23/05/2011, 10:54


O prefeito Chico Galindo (PTB- MT) vai se licenciar no próximo dia 2 de julho por pelo menos 15 dias e o presidente da Câmara Municipal, Júlio Pinheiro, também do PTB, será prefeito da Capital por um curto espaço de tempo.

A informação foi confirmada por Galindo, na noite da última sexta-feira (20/05/2011), logo após anunciar a efetivação de quase 500 servidores da Saúde.

Segundo o petebista, neste período ele vai estar em Coimbra, Portugal, participando de um Fórum Internacional.

Esta é a segunda vez que o prefeito tira licença desde que assumiu a prefeitura de Cuiabá, em março de 2010, após a renuncia de Wilson Santos (PSDB) para disputar o cargo de governador de Mato Grosso.

Meses mais tarde, ele seria derrotado nas urnas.

Em 20 de outubro do ano passado, Galindo deu espaço para que o então presidente da Câmara de Cuiabá, Deucimar Silva (PP), assumisse o Executivo municipal.

Na ocasião, o petebista viajou ao lado do governador Silval Barbosa (PMDB) para a Bolívia para resolver a pendência sobre o abastecimento do gás natural em Cuiabá, paralisado na época.

Galindo acompanhou Silval até La Paz, para negociar com a estatal boliviana Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) a garantia do abastecimento permanente da Usina Termelétrica Mário Covas, no Distrito Industrial de Cuiabá, negociação que foi feita com sucesso.

Conforme a legislação, quando o chefe do Executivo deixa o território nacional o substituto direto deve assumir o cargo.

Como Galindo não tem vice, já que ele era vice e assumiu a prefeitura, Pinheiro, como presidente da Câmara, é quem assume, por ser o substituto natural.

Durante os próximos 40 dias, Galindo espera resolver dois dos principais problemas da Capital: saúde e infraestrutura.

Neste período, por exemplo, espera-se que grande parte do “Multiação” já esteja finalizado, como os serviços de tapa-buraco, pavimentação e recapeamento.

Agência Trabalhista de Notícias (PB), com informações do Portal Diário de Cuiabá