Prefeito de Almadina (BA) garante ida de educadores à Conferência Regional

PTB Notícias 26/11/2007, 15:26


Depois de promover uma discussão com estudantes, pais, professores e com a sociedade organizada no início deste mês, durante a realização da Conferência Municipal de Educação, educadores do município de Almadina (BA) participaram, no último final de semana, da Conferência Regional da Educação Básica, com a presença de representantes de mais de vinte municípios da região, em Itabuna.

Para o secretário municipal de Educação, Avanilson Lacerda, essa foi uma excelente oportunidade de ampliar os conhecimentos dos educadores de Almadina, uma vez que todos os municípios da região tiveram a oportunidade de participar da elaboração de plano regional, com o objetivo de propor uma educação de qualidade.

Apesar de ser um município com poucos recursos, Almadina dá exemplo quando se discute educação.

O prefeito Williams Cunha Santana (Linho) (PTB/BA) lembra que a cidade participa de quase todos os Projetos desenvolvidos pelos Governos Federal e Estadual, inclusive do Programa Todos pela Alfabetização (TOPA) e de projetos de inclusão digital.

Atualmente, Almadina tem 17 escolas, que oferecem formação do pré-escolar ao ensino médio(antigo segundo grau), a maior parte localizada na zona rural, onde os alunos têm merenda e transporte escolar todos os dias.

Os investimentos feitos na educação desde o início da atual administração incluem contratação de novos professores, reforma e ampliação de escolas.

Um dos casos é o da Escola João Arbage, na qual as obras serão concluídas durante as férias escolares para não atrapalhar o ano letivo, Outros pontos que são prioridade para o prefeito são a regularização da merenda e do transporte que, em gestões anteriores, provocava um grande índice de evasão escolar por conta da irregularidade.

Além da preocupação com a estrutura física, a educação almadinense também registra avanços qualitativos.

Os professores da rede municipal tiveram a oportunidade de ingressar no ensino superior graças a dois convênios com entre a prefeitura e as faculdades FACSUL e FTC, na modalidade de ensino à distância.

O município também participa do Programa Todos pela Alfabetização(TOPA), do Governo Federal com 37 turmas, num total de 400 alunos.

Agência Trabalhista de Notícias