Prefeito de Paraty abre FLIP com estimativa de receber 40 mil visitantes

PTB Notícias 7/07/2011, 7:29


A segunda festa mais importante do calendário turístico da cidade fluminense de Paraty, a Feira Literária Internacional (FLIP), foi abertas na noite desta quarta-feira, 06/07, com uma homenagem musical ao escritor Oswald de Andrade.

Antes da música, porém, seguiram-se agradecimentos do prefeito de Paraty, José Carlos Porto Neto (PTB), e da presidente da Flip, Liz Calder, entre outros.

A expectativa dos organizadores é de que a cidade receba mais de 40 mil visitantes.

Para receber esse grande fluxo de turistas e garantir o sucesso do evento, a prefeitura iniciou diversos investimentos na área de infraestrutura da cidade.

O prefeito José Carlos Porto Neto ressaltou a importância do evento para a cidade histórica do Sul Fluminense: “A Flip é um dos maiores eventos do país e uma revolução cultural dentro do município.

O festival coloca Paraty na vitrine, atraindo os olhares dos maiores formadores de opinião de todo o mundo.

Hoje há uma integração entre os moradores e o evento que entendem o que é viver do turismo e as vantagens que o evento proporciona”, destacou o prefeito.

Para receber os visitantes, a secretaria de Obras de Paraty realizou uma série de reformas estruturais e de urbanização em quase todo o município, principalmente na zona rural.

Algumas praias, como a do Pontal e Jabaquara, também receberam projetos de revitalização, como a instalação de novos pontos de ônibus e pavimentação de ruas.

Uma das ações que também favorecerão o turismo é a alteração do local do cais pesqueiro, destinando-o para uso exclusivo do setor turístico do Centro Histórico.

Outra obra de destaque, é a reforma da ponte que liga o Centro à Praia do Pontal.

que foi aumentada para 32 metros, a igualando à calha do rio, contribuindo para a navegação.

Por ser a principal ligação entre as tendas montadas para o evento, a ponte foi aumentada para 32 metros, facilitando o acesso do turista.

Segundo a Secretária de Turismo de Paraty, Renata Castro, a feira deverá injetar grande volume de recursos na economia do município.

“Este ano, serão mais de R$ 5 milhões.

Portanto, [a Flip] é um evento muito importante para a cidade, vem crescendo a cada ano e não perde o charme”.

Renata lembrou que os benefícios não ficam concentrados somente em Paraty, mas se espalham por toda a Costa Verde do estado do Rio de Janeiro.

O evento literário representa também geração de emprego na região, acrescentou a secretária.

“A Flip tem uma média de 750 contratações diretas durante esse período, em Paraty, fora os empregos indiretos, que representam mais 30%”.

O período turístico mais importante de Paraty tem início no verão, com a festa de reveillon, e segue até o carnaval, com o Verão Paraty Instrumental.

A edição da Flip 2011 homenageia o escritor modernista Oswald de Andrade e reunirá 29 autores de 13 países em 18 mesas de debate.

As primeiras atrações a terem ingressos esgotados, em questão de minutos, foram a mesa de João Ubaldo Ribeiro e a conferência de abertura, de Antonio Candido, algo raro num encontro cujas estrelas mais concorridas costumavam ser estrangeiras.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações dos Portais Folha de São Paulo, O Globo e Exame