Prefeito de Patis (MG) cobra ajuda federal para combater efeitos da seca

PTB Notícias 16/01/2008, 10:52


Os prefeitos do Norte de Minas continuam aguardando ajuda federal para combater os efeitos da seca na região, mas já têm perspectiva de ver liberados pelo menos os recursos prometidos pelo estado.

Foi agendada para dia 24, em Montes Claros, reunião envolvendo representantes da Secretaria de Estado da Agricultura e da Secretaria Extraordinária para o Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (Sedvan).

O objetivo é criar o Programa de Convivência com a Seca e definir a aplicação dos R$ 60 milhões que serão disponibilizados para a região.

A data da reunião foi acertada pela Sedvan com a Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams).

Segundo o presidente da Amams e prefeito de Patis, Valmir Morais de Sá (PTB), é grande a cobrança por parte dos prefeitos para liberação dos recursos anunciados pelo governo de Minas.

Ele diz que é grande a preocupação nos municípios com o volume de chuvas ocorrido nos últimos meses, bem menor que o previsto.

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais apresentados por técnicos da Emater-MG mostram que estão previstos para os próximos três meses apenas 300 milímetros de chuvas, média de 100 milímetros/mês.

Para evitar conseqüências ainda mais graves, a Amams recomendou a todos os prefeitos que confiram e atualizem os decretos de situação de emergência.

Até outubro de 2007, o número de cabeças de gado mortas na região era estimado em 141 mil, número que já beira os 200 mil, diante da escassez de chuvas.

Agência Trabalhista de Notícias