Prefeito eleito em Bagé, Divaldo Lara confirma montagem de equipe de transição e do futuro secretariado

PTB Notícias 10/10/2016, 8:00


Imagem Crédito: Francisco Bosco/Divulgação

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1476097167115{margin-bottom: 0px !important;}”]Em meio a uma agenda extensa de compromissos após a eleição de 02/10, o prefeito eleito de Bagé, Divaldo Lara (PTB), anunciou que deve, já nos próximos dias, dar início à montagem da sua equipe de transição, destinada a preparar a ocupação do Executivo.

Em entrevista à Folha do Sul, o petebista afirmou que o grupo estará focado nos projetos e realizações do futuro governo. Lara, aliás, afirmou que tal equipe será constituída por pessoas que tenham o domínio do Direito Administrativo, assim como dos mais diversos setores da gestão pública. Ele também antecipou que fará contato com o prefeito Dudu Colombo, para solicitar a nomeação dos membros do elenco de transição, a fim de que possa tomar conhecimento da atual administração de forma transparente e projetar, em detalhes, a próxima gestão.

“Nosso propósito é preservar os recursos contidos na memória administrativa – como estão funcionando determinados programas e o andamento das obras em execução – e, principalmente, conhecermos o patrimônio público e os equipamentos a serem repassados do antigo para o novo governo”, explicou o petebista.

Primeiro escalão e metas

Mesmo sem revelar nenhum nome para compor o secretariado do futuro governo, Lara garantiu que toda a equipe da futura administração será anunciada no próximo mês. “Vamos trabalhar na construção de um governo voltado para os interesses da comunidade, especialmente daquele povo mais sofrido, onde estão as minhas origens”, resumiu ao garantir que atuará como um ‘prefeito para todos’. “Quem me trouxe até aqui foram os mais humildes”, reiterou.

Em nome da confiança demonstrada pela população que o elegeu com 75,04% dos votos válidos, o petebista, conforme prometera inúmeras vezes durante a época de campanha, mantém a posição de que deverá determinar uma auditoria nas contas públicas em um dos seus primeiros atos administrativos.

Já em relação ao setor privado, Lara argumenta que o segmento funciona bem, mas merece atenção. “Só não está melhor por falta de uma política pública de estímulo ao desenvolvimento, o que vamos executar no nosso governo”, assegurou.
Lara prometeu, por fim, fazer a manutenção adequada da cidade, cuidar da infraestrutura, em especial das ruas e da iluminação, assim como dos outros setores.

A rotina após o pleito

Após a vitória nas urnas, a agenda de Lara foi de muitos compromissos. Na segunda, 3, participou da sessão ordinária da Câmara de Vereadores, a qual preside e chegou a ser ovacionado pelo público que ocupou as galerias por alguns instantes.

Em seu pronunciamento após a eleição, o vereador destacou o apoio dos familiares, amigos e correligionários, mencionou episódios da campanha eleitoral, em especial aos que foi alvo de críticas pela sua crença religiosa, referências à memória do pai e também ao patrimônio pessoal – a maior parte, segundo ele, reiteradamente afirmou, pertencente à esposa. O petebista, por outro lado, prometeu fazer um governo voltado para o povo. “Chamaram-me até de Messias, quando apresentei minhas propostas de governo. Não sou o Messias, mas sou o filho Dele”, respondeu na tribuna.

Em parte da conversa, aliás, quando acompanhado de alguns dos seus apoiadores de campanha, fez questão de fazer um agradecimento.

“Minha primeira missão após a consagração nas urnas, com um resultado histórico como o que obtive neste domingo, é voltar às ruas para agradecer a todos os eleitores pela confiança em mim depositada”, finalizou.

Com informações do portal Folha do Sul[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]