Prefeito Elmano Férrer empossa novos conselheiros de saúde em Teresina

PTB Notícias 16/05/2011, 14:38


O prefeito de Teresina, Elmano Férrer, do PTB do Piauí, empossou, nesta segunda-feira (16/05/2011), no Conselho Municipal de Saúde (CMS), 28 representantes da sociedade civil organizada.

Durante a solenidade, realizada no Salão Nobre do Palácio da Cidade, Elmano disse que a prefeitura da capital piauiense prima por uma gestão aberta, democrática, inclusiva e participativa.

“E os conselheiros têm papel importante nesse processo, por isso precisam também ter vida como representantes da coletividade”, ressaltou.

Foram nomeados também no Conselho quatro representantes do poder público municipal indicados por Elmano Férrer.

O prefeito petebista assinalou que Teresina possui atualmente mais de 20 conselhos representantes da população em vários setores e contribuem na formulação das políticas públicas da capital.

“São os conselhos que ajudam a desenvolver as ações públicas e os projetos, e atuam como co-gestores na definição das diretrizes de governo, que atendem os anseios dos movimentos sociais”, salientou.

Elmano Férrer destacou ainda na solenidade os investimentos aplicados na área da saúde, que, de acordo com ele, foram destinados mais de R$ 500 milhões no ano passado.

Dessa forma, como frisou o prefeito petebista, o teresinense precisa se orgulhar de sua cidade como referência em saúde pública na região Nordeste e no restante do país.

“Não somente pela prioridade que damos ao setor, mas também pela qualidade do profissional que atua na rede, por isso recebemos usuários não só do restante do Piauí, mas de vários estados brasileiros”, acentuou.

“Os conselheiros que agora tomam posse têm essa responsabilidade de lutar para que Teresina continue mantendo uma saúde de excelência em todos os níveis”, completou o prefeito.

Segundo dados do superintendente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Airton Coelho, mais de 55% dos atendimentos obstétricos realizados em Teresina são de pacientes do interior do Estado, 10% de outros Estados e 35% da capital.

“Isso prova que a cidade é importante pólo de saúde na região”, enfatizou.

“Os conselheiros que agora assume o conselho são os olhos de Teresina na área da saúde”, acrescentou.

Os conselheiros representam prestadores de serviço do Sistema Único de Saúde (SUS), entidades patronais, trabalhadores de saúde, associações, sindicatos, federações, confederações, conselhos de classe, da comunidade científica e de entidades de usuários do SUS.

O Conselho Municipal de Saúde tem o poder de revisar periodicamente os planos de saúde, analisar, discutir e aprovar relatório de gestão, com a prestação de contas e informações financeiras.

Deve fiscalizar e acompanhar o desenvolvimento das ações e dos serviços de saúde.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações do Prefeitura de Teresina