Prefeito Elmano Férrer entregará 717 unidades habitacionais amanhã (10/08)

PTB Notícias 9/08/2011, 16:10


Como parte da programação do aniversário de Teresina, Elmano Férrer (PTB), prefeito de Teresina, fará amanhã, 10/08/2011, às 10h, a entrega oficial de 717 unidades habitacionais do Residencial Árvores Verdes, na zona Leste, próximo ao abrigo São Lucas, entre o cruzamento da quadra 30 com a quadra 8.

Para construir essas casas foram aplicados mais de R$ 13 milhões, sendo cerca de R$ 12 milhões somados aos recursos da OGU (Orçamento Geral da União), através da Caixa Econômica e do BNDES e mais R$ 907.

537,78 de contrapartida da Prefeitura de Teresina.

A administração municipal aplicou ainda R$ 946.

772,61 para pavimentar o residencial e R$ 489.

692,34 para montar o sistema de abastecimento de água.

As 717 famílias que hoje moram no local foram transferidas de áreas consideradas de risco e de leito de ruas.

São ex-moradores de bairros como o Morada do Sol, Planalto Ininga, Mirante dos Morros, São João, Cidades Leste, Santa Bárbara, Recanto das Palmeiras, Socopo, Parque Mão Santa e outros.

Todas essas famílias já haviam sido cadastradas pela SDU Leste e estavam sendo acompanhadas pelas assistentes sociais da Gerência de Habitação da superintendência.

Os imóveis começaram a ser construídos em 2010 e as famílias foram transferidas durante os primeiros meses deste ano.

Os primeiros a receberem as casas foram os ex-moradores da Vila Santa Bárbara e em seguida foi a vez da Vila do Buraco.

“Hoje, além do calçamento, todo o residencial já é abastecido pelos sistemas de água e energia elétrica.

Um ônibus da Secretaria de Educação leva as crianças para escola e agentes do PSF (Programa Saúde da Família) já visitam constantemente as casas”, lembrou o superintendente da SDU Leste, Marcílio Andrade.

Os imóveis seguem um padrão de moradia popular, com dois quartos, sala, cozinha e banheiro.

Para a dona de casa Francisca Fernanda, mudar para o Residencial Árvores Verdes foi a realização de um sonho.

Ex-moradora de uma área alagadiça no bairro Ininga, Fernanda disse ter comemorado bastante quando soube que iria se mudar.

“Por trás da minha casa tinha uma lagoa.

Toda vez que chovia derrubava a parede do quarto.

Foram cinco anos correndo de casa para o colégio onde a gente se abrigava.

Ou então para a casa da minha mãe.

Fiquei muito satisfeita quando soube que ia ganhar uma casa aqui”, recorda.

O mesmo sentimento teve Leila Cristina, amiga e vizinha de Francisca Fernanda.

“Foi muito sofrimento o que a gente passou.

Agora nós estamos no céu.

Quando foi para a gente mudar passamos a noite em claro de tanta ansiedade”, comemora Leila.

A Gerência de Habitação da SDU Leste faz o acompanhamento constante das famílias observando e tomando providências com relação às solicitações dos moradores.

Agência Trabalhista de Notícias, (IS) com informações da prefeitura de Teresina