Prefeito José Auricchio diz que candidato do grupo tem que ser do PTB

PTB Notícias 16/04/2011, 8:12


Em entrevista ao Jornal ABC Repórter, o prefeito de São Caetano (SP), José Auricchio Jr.

(PTB) falou de um tema que tem evitado abordar na imprensa: a sucessão municipal.

O chefe do Executivo fez algumas revelações importantes sobre os rumos que o governo deve tomar para escolher seu sucessor.

A primeira é que o candidato deve ser de seu partido, o PTB, mas a vaga de vice está em aberto.

Nas últimas eleições o partido emplacou chapa pura.

Eu quero fazer o candidato do meu partido (PTB) ser o prefeito eleito de 2012, mas a vaga de vice está em aberto”, disse.

Sobre a escolha de um nome, Auricchio revelou que as pesquisas serão decisivas.

“Não vamos lutar contra a vontade da população”, declarou.

A assessora especial Regima Maura Zettone, os vereadores Paulo Pinheiro, Paulo Bottura e Gersio Sartori estão entre os pré-candidatos.

O prefeito, no entanto, abriu outra possibilidade – um nome pode migrar de outra legenda.

“Até o dia 1 de outubro de 2011, poderá haver troca de partido”, concluiu.

NomesA possibilidade de um nome migrar de outra legenda, abre a chance para outros integrantes do governo estarem encabeçando a sucessão municipal.

Correm por fora na bolsa de apostas, o reitor da USCS – Universidade de São Caetano do Sul), Silvio Minciotti (PSDB), o Chefe de Gabinete Luiz Cicaroni (PP), o Secretário de Governo, Tite Campanella – sem partido, Secretário da Mobilidade Urbana, Iliomar Darroqui (PR) e o superintendente do DAE, Luiz Morcelli (PSDB).

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Jornal ABC Repórter