Prefeito petebista sequestrado ontem pode ter sido confundido com agiota

PTB Notícias 11/07/2007, 14:48


A Polícia Civil de Alagoas investiga a possibilidade do prefeito de União dos Palmares, José Pedrosa (PTB), seqüestrado na manhã desta terça-feira (10/07) por um grupo de bandidos fortemente armados, ter sido confundido com um agiota.

A informação foi repassada pelo próprio prefeito de União dos Palmares, que disse ter sido liberado após se identificar.

Pedrosa foi arrancado de sua casa durante a manhã.

Os bandidos o colocaram em um carro – marca e modelo ainda não foram divulgados para não atrapalhar as buscas – e, em seguida, partiram na direção de Murici, onde deixaram o refém.

Os criminosos percorreram cerca de 10 quilômetros com Pedrosa.

No meio do caminho, os bandidos teriam pedido a Pedrosa o dinheiro que ele havia recebido no dia anterior.

Ele teria dito que não havia dinheiro algum e estranhamente, os seqüestradores o liberaram sem maiores questionamentos, mesmo sabendo que este era o prefeito de União dos Palmares.

A versão ainda será investigada pela Polícia Civil de Alagoas.

O delegado regional de União dos Palmares, Antonio Carlos Lessa, comanda as investigações.

Neste momento, o Tático Integrado Grupo de Resgate (Tigre) trabalha na tentativa de captura os criminosos.

O secretário de Comunicação de União dos Palmares, Adelson Andrade, em entrevista ao Alagoas 24 Horas confirmou que os bandidos teriam abordado o prefeito achando que este seria um agiota.

“Eles perguntaram se o José Pedrosa era agiota.

Ele respondeu que não.

Eles sequer sabiam que se tratava de um prefeito”, disse.

Adelson Andrade disse ainda que apesar do susto, o prefeito de União dos Palmares passa bem e já se encontra em sua residência.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do Alagoas 24 horas)