Prefeito Roberto Naves inaugura em Anápolis primeira UPA com perfil Pediátrico do Centro-Oeste

Agência Trabalhista de Notícias 29/07/2019, 8:36


Imagem Crédito: Bruno Velasco/Prefeitura de Anápolis

A Prefeitura de Anápolis (GO) inaugurou, na quarta-feira (24), a primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Região Centro-Oeste com perfil Pediátrico. A estrutura é moderna e tem capacidade para atender 7 mil crianças mensalmente. A gestão da unidade será feita pela Fundação Universitária Evangélica (Funev).

A UPA funcionará na antiga sede do antigo Cais Mulher, que foi reformada, adaptada e ampliada para receber a nova unidade. Os investimentos são de aproximadamente R$ 1 milhão do tesouro municipal, além de R$ 600 mil também dos recursos municipais para aquisição de equipamentos e mobiliário.

“Hoje percebemos que fizemos o certo. Agora, além de um lugar pra atender as mulheres de nossa cidade, temos uma estrutura como poucas para as nossas crianças”, disse o prefeito Roberto Naves (PTB) durante a inauguração.

Em seu discurso, Naves citou experiências de vida. Como o fato de ter perdido o pai após não ter o socorro e a estrutura adequados, e também que já precisou de atendimento pediátrico para a filha e não encontrou um centro especializado.

“Esta UPA é mais do que uma proposta de campanha. É um projeto de vida. Não é apenas uma obra, é um marco para a cidade e um modelo de como fazer gestão em saúde”, afirmou. “Foi um processo difícil, mas sabia que conseguiríamos. Era engenheiro instalando torneira. Médicos limpando equipamentos. Uma equipe inteira, deixando de lado suas funções e posições em prol de um bem maior”, ressaltou o prefeito.

Por se tratar de UPA, a unidade vai receber cerca de R$ 350 mil por mês do governo federal e mais R$ 250 mil do governo estadual, após a habilitação. Todo serviço de pediatria de urgência e emergência será oferecido no local.

O prédio conta com cinco consultórios médicos, recepção, farmácia, ludoteca, copa, dois isolamentos, salas de nebulização, medicação, coleta, curativo, de raios-X e de estabilização, leitos de observação e setor de urgência com reanimação.

O atendimento será feito por equipe multidisciplinar composta por médicos pediatras, clínicos e ortopedistas (apenas na área infantil); enfermeiros; técnicos de enfermagem, gesso e raios-X; assistente social, nutricionista, farmacêutico, biomédico, psicólogo e psicopedagogo.

Com informações da Prefeitura de Anápolis