Prefeito Tupã assina contrato de retomada de obras de escola em Prudente

PTB Notícias 20/09/2014, 7:43


A Prefeitura de Presidente Prudente (SP) assinou na manhã desta sexta-feira (19/09) o contrato com a construtora Prudesan para a conclusão da escola estadual localizada na Avenida Juscelino Kubitscheck de Oliveira, no Jardim Santa Mônica, na zona leste da cidade.

Segundo a Secretaria Municipal de Comunicação, a escola atenderá cerca de 400 alunos e as obras, que ficaram paralisadas por cerca de um ano e meio, podem ter início na próxima semana.

Com a presença de vereadores, secretários municipais, educadores e representantes de bairros, o prefeito Milton Carlos de Mello “Tupã” (PTB) assinou, em seu gabinete, no Paço Municipal, o contrato de R$ 600 mil com a construtora Prudesan para a retomada das obras da escola no Jardim Santa Mônica, que estavam paradas devido a um “problema técnico” no contrato com a construtora anterior.

Devido ao impasse, a Prefeitura precisou abrir uma nova licitação, da qual a Prudesan se saiu vencedora.

“A primeira empresa que ganhou essa obra infelizmente teve problema no andar do processo e nós tivemos de realinhar preço, enfim, solicitar uma nova autorização.

No início, para que ela pudesse ser terminada, teria de se fazer um aporte de R$ 600 mil.

Era um contrato muito antigo que foi assinado por convênio em outras administrações e o Estado alegou que não poderia juridicamente prorrogar o contrato, e aí estava criado o impasse”, destacou o prefeito, durante a solenidade.

“Para um engenheiro e um administrador público, a pior coisa de se ver é uma obra parada.

Ela somente em seu esqueleto.

Hoje o município está colocando, além da doação do terreno, da nossa contrapartida, um investimento de R$ 600 mil para a escola acabar de vez”, acrescentou Tupã.

Segundo o secretário municipal de Comunicação, Marcos Tadeu Cavalcante Pereira, com os R$ 600 mil, a Prefeitura desembolsou R$ 1,3 milhão no total, além do terreno, para o término da escola, enquanto o Estado está entrando com R$ 1,2 milhão – total de R$ 2,5 milhões.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal i-Fronteira Foto: Divulgação/ASCOM Prefeitura Presidente Prudente