Tupã formaliza convênio para instalação de escritório da Junta Comercial em Presidente Prudente

Agência Trabalhista de Notícias 10/08/2016, 8:32


Imagem Crédito: Divulgação

A Prefeitura de Presidente Prudente (SP) formalizou na segunda-feira (8) convênio com a Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp) e a Associação das Empresas de Serviços Contábeis de Presidente Prudente (Assescopp), com a finalidade de desconcentrar os serviços relativos ao registro público de empresas mercantis e atividades afins.

O encontro contou com as presenças do prefeito Milton Carlos de Mello “Tupã” (PTB), do vice-prefeito Marcos Vinha, do ex-deputado estadual Mauro Bragato, do presidente da Câmara Municipal, Ênio Perrone, do secretário municipal de Finanças, Cadmo Lupércio Garcia, do presidente da Assescopp, Victor Alves de Almeida Veiga, e de demais autoridades municipais e de contadores do município.

A Junta Comercial é o órgão responsável pelo registro, fé pública e publicidade dos documentos arquivados pelos empresários, sociedades empresariais e sociedades cooperativas em todo o Estado de São Paulo.

De acordo com o secretário Cadmo Lupércio Garcia, estes serviços serão prestados em Presidente Prudente pela Assescopp, com a aprovação da Jucesp. “Toda a região será favorecida com esse projeto, que o deputado Mauro Bragato teve a sensibilidade de agilizar o trâmite na esfera estadual”, disse.

Para o presidente da Assescopp, a assinatura do termo de convênio é a realização de um sonho da classe. “Não só da classe contábil, bem como dos empresários da região. Aqui dentro da cidade, será possível realizar análise e dar andamento na abertura de firmas, alterações de contrato e baixa de firmas, o que atualmente tem de ser realizado em Santo Anastácio ou na capital.” O próximo passo, segundo ele, é a implementação física do espaço da junta e realizar o treinamento do pessoal que fará a parte operacional. A previsão é de que em 60 dias já esteja em funcionamento.

O ex-deputado afirmou que é uma satisfação ver a concretização dessa conquista e se disse feliz em ter feito parte do projeto que busca simplificar a legalização de documentos, visando o desenvolvimento econômico da região.

Ao sancionar a Lei 9188/2016, o prefeito Tupã afirmou que todas as cidades do porte de Presidente Prudente já possuíam o serviço de Junta Comercial, onde o cidadão ganha tempo. “A formalização da Junta Comercial gera agilidade para o poder público e empreendedores, com eliminação da burocracia no processo do registro e legalização de empresas. A sensação é de dever cumprido nessa soma de esforços entre a Câmara Municipal, o deputado Bragato e o Executivo para dar um retorno positivo aos contabilistas, empresários e à população em geral que queira abrir seu próprio negócio”, finalizou.

Com informações da Prefeitura Municipal de Presidente Prudente