Prefeito Tupã propõe instalar usina de reciclagem energética

PTB Notícias 11/05/2010, 15:24


Empresa propõe instalar em Presidente Prudente usina de reciclagem energética do lixo urbano.

O encontro ocorreu na manhã desta terça-feira (11/05) no gabinete do Paço Municipal Florivaldo Leal entre o prefeito Milton Carlos de Mello “Tupã” (PTB) e representantes da empresa Foxx Participações, sendo acompanhado pelo secretário do Meio Ambiente Fernando Luizari.

Os representantes da Foxx apresentaram a proposta para implantação de uma unidade de reciclagem energética de resíduos, no lugar do aterro.

Trata-se de uma usina termoelétrica de tratamento de lixo com geração de energia elétrica renovável, além da geração de 40 empregos diretos.

A visita foi indicada pelo prefeito de Presidente Epitácio José Antônio Furlan, que também conheceu o projeto.

Na ocasião, os representes Dalton Canelhas e Alexandre Citvaras apresentaram todo o processo de funcionamentos, os benefícios ecológicos e ambientais como a redução dos gases causadores do efeito estufa.

Além da inclusão dos catadores de lixo e das cooperativas no projeto, através da capacitação dos catadores e investimentos na aquisição de equipamentos de coleta e triagem de materiais recicláveis.

Conforme Dalton Canelhas, a usina é o que há de mais moderno no tratamento do lixo urbano.

A proposta tem sido apresentada para os municípios da região, mas ainda não foi implantada em nenhuma cidade do Brasil, possui apenas em países como Estados Unidos, França e Alemanha.

Segundo ele, a usina tem a capacidade de processar diariamente 750 toneladas de lixo, além de gerar energia suficiente para atender 50 mil habitantes.

Ele explicou que a implantação da usina seria uma parceria que deveria envolver os municípios da região, devido à capacidade de processar o lixo, a usina é indicada para cidades acima de 800 mil habitantes, no entanto ficaria estabelecida em Presidente Prudente.

O prefeito acompanhou a apresentação do projeto e se informou sobre os custos e a viabilização para o município e ficou de analisar junto ao secretário do Meio Ambiente Fernando Luizari um estudo para verificar a possibilidade de implantação.

Prefeitura de Presidente Prudente