Prefeitos fazem reivindicações e pedem a ministro investimentos para SP

PTB Notícias 12/02/2010, 10:19


Após participar do evento que inaugurou oficialmente as obras dos 12 quilômetros de canalização de fundos de vale nesta quinta-feira (11/02) em Presidente Prudente e atender à imprensa local, o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Rocha Santos Padilha, se reuniu com prefeitos da região.

O prefeito de Prudente Milton Carlos de Mello ‘Tupã’ (PTB-SP) e o vice-prefeito Marcos Vinha (PT) acompanharam a audiência.

O presidente do Civap pediu que os royalties do pré-sal sejam divididos entre todos os municípios brasileiros, inclusive aos da região, a exemplo do Fundo de Participação do Município (FPM).

Também pediu agilidade na liberação de emendas parlamentares para recursos financeiros provenientes da esfera federal, sejam depositados na conta dos municípios.

Na ocasião, o prefeito de Quatá e presidente do Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema (Civap) Marcelo Pécchio (PDT), o prefeito de Rancharia e presidente da União dos Municípios do Pontal do Paranapanema (Unipontal) Alberto César Centeio de Araújo ‘Iéia’, e o prefeito de Lucélia e vice-presidente da Associação dos Municípios da Nova Alta Paulista (Amnap) João Pedro Morandi, fizeram suas reivindicações junto ao governo federal.

O presidente da Unipontal fez os mesmos pedidos, acrescentando “que o governo federal libere os recursos do PAC II antes do período eleitoreiro”.

“Precisamos de atenção do governo para mudar a cara da nossa região que a é a segunda mais pobre do Estado de São Paulo.

Apesar disso, somos uma região promissora.

Precisamos acabar com o estereótipo de que aqui só tem presídios e violência”, ressaltou.

Representando o prefeito de Junqueirópolis Osmar Pinatto (atual presidente das Amnap), o chefe do Executivo de Lucélia voltou a pedir agilidade na votação da regulamentação da Emenda Constitucional nº 29 (EC 29) e agilidade no processo da reativação no transporte ferroviário de carga na Nova Alta Paulista.

“Queremos também investimentos na área do Turismo.

A Nova Alta Paulista tem potencial para fomento do setor, a exemplo de Panorama”, disse.

Em resposta, Alexandre Padilha disse aos prefeitos que o ano de 2009 “foi muito difícil”, tendo em vista os reflexos da crise econômica mundial deflagrada em meados de outubro de 2008.

“Apesar dos desafios, o governo ainda conseguiu repassar, mesmo em meio a crise, R$ 2 bilhões para os municípios.

Este ano vai ser melhor.

Estaremos dando agilidade na liberação de emendas, seja em empenho ou financeiro”, disse.

No término da audiência, a equipe do ministro recolheu todas as solicitações formalizadas por prefeitos, para análise e avaliação.

Agência trabalhista de Notícias com Informações da Prefeitura de Presidente Prudente/ SP