Prefeitura de Batatais reforça segurança em obras de Portinari

PTB Notícias 24/01/2008, 10:28


A prefeitura de Batatais – administrada pelo petebista José Luis Romagnoli (SP) = pretende reforçar a segurança das obras do pintor Candido Portinari.

A cidade tem em sua Igreja Matriz o maior acervo de pintura sacra do artista, que está avaliado em cerca de R$ 60 milhões.

As obras já contam com segurança, mas a preocupação aumentou após o furto de um quadro do pintor de Brodowski do Museu de Arte de São Paulo (MASP).

Atualmente, para fazer a segurança das obras, a igreja tem um sistema de alarme com sensor, para proteger 23 telas.

A Polícia Militar também mantém a vigilância.

“Contamos com um policial militar fixo na igreja e vem um guarda municipal que também nos auxilia.

Além disso, temos uma viatura que faz a cobertura externa da igreja”, diz o policial Carlos Henrique Rufino.

Segundo a prefeitura, três empresas devem apresentar projetos com orçamentos propondo medidas para garantir o patrimônio deixado por Portinari.

O guia cultural Antonio Otávio Squarisi explica que a intenção é instalar um moderno circuito de imagens para reforçar a segurança 24 horas.

O projeto de reforço da segurança deve ser implantado em março e a expectativa é de ficar pronto em julho.

Em dezembro, ladrões furtaram uma pintura de Picasso e o quadro “O Lavrador de Café”, de Candido Portinari, que pertence ao acervo do Masp.

A obra foi recuperada, mas despertou um debate sobre a segurança naquele e em outros museus.

Na Matriz de Batatais, Portinari deixou registrado as principais passagens do Novo Testamento com pinturas do batismo de Jesus Cristo; o julgamento; o calvário, entre outras.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do EPTV)