Prefeitura de Belém aguarda oito mil pessoas para o desfile desta

PTB Notícias 4/02/2008, 7:22


A Prefeitura de Belém, administrada pelo PTB, aguarda cerca de oito mil pessoas para a terceira noite de desfile oficial do Carnaval do município, na Aldeia Amazônica.

O desfile vai reunir sete escolas de samba do 3º Grupo, a partir das 19 horas.

Com acesso às arquibancadas da Aldeia franqueado ao público, a programação reserva emoções aos oito mil espectadores aguardados ao longo da passarela do samba.

Além da programação no palco dos desfiles oficiais na avenida Pedro Miranda, no bairro da Pedreira, a Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel) vai coordenar eventos na Ilha do Mosqueiro e em Cotijuba.

A partir das 11 horas, no Mosqueiro, haverá banho à fantasia com animação de uma banda de fanfarra, na orla da Ilha.

Por volta das 16 horas, será a vez do desfile de escolas de samba do Carnaval do Mosqueiro, na rua Nossa Senhora do Ó, na Vila.

Vão se apresentar aos foliões mosqueirenses de plantão as escolas ‘Estação 1ª do Maracajá’, ‘Os Peles Vermelhas’, ‘Piratas da Ilha’ e ‘Universidade de Samba do Mosqueiro’.

No começo da noite, no Praia Bar, na Vila, acontecerá um baile infantil, com direito à eleição da Rainha Mirim do Carnaval.

Em Cotijuba, a rua Jarbas Passarinho será palco do desfile de blocos carnavalescos, a partir das 17 horas: ‘Atração da Ilha’, ‘Sirizal’, ‘Olho Gordo’, ‘Melado Entra’, ‘Oreia Seca’, ‘Carnagordinho’, ‘Rabo de Piranha’ e ‘Unidos do Xavante’.

Mas a grande atração da noite será a exibição das escolas de samba do 3º Grupo na Aldeia Amazônica David Miguel.

São elas: ‘O Grito da Liberdade’, ‘Rosa de Ouro’, ‘Nova Mangueira’, ‘Mocidade Botafoguense’, ‘União Montenegrense’, ‘Portela’ e ‘Escola de Samba Embaixadores Azulinos’.

Cada escola vai desenvolver seu enredo no tempo estabelecido de 45 minutos, de acordo com o regulamento do carnaval.

Caberá à escola de samba ‘O Grito da Liberdade’, do bairro de Fátima, abrir o desfile de hoje.

A agremiação tem como carnavalesco Hélio Almeida, e levará para a avenida o enredo ‘Tem boi no carnaval’.

Esse enredo vai contar histórias como a do boi que voa, de Maurício de Nassau.

Presença marcante na mitologia e no folclore, como o Boi Dourado feito pelo romanos e o Minotauro, o Boi Grego, o Boi da cara preta usado para assustar criança teimosa, chegando aos bois mais famosos do Brasil – o Caprichoso e o Garantido -, trazendo a lenda do Boitatá, Boi encantado, e outros bois, até os da gozação entre os brasileiros.

O ‘Grito’ vai desfilar com samba-enredo de Flávio Roberto e João de Almeida Costa, interpretado por Flávio Roberto e João Marcos, e 600 brincantes.

A ‘Rosa de Ouro’ virá com 400 brincantes e o enredo ‘Batuque, Banto, Quebranto, Sagrações e Rituais, Orixás e seus encantos.

.

.

‘, em homenagem à cultura negra no Estado e no Brasil.

O samba-enredo é de Javes e Bombeiro da Rosa, e será puxado por Wanderley Explosão e Jorge da Doninha.

Entre outras atrações, a escola dos carnavalescos Sandra e Cláudio Martins, vai ter o mestre-sala Lenilson do Ouro, porta bandeira Juliana Aquino e porta estandarte Leandrinho.

A escola ‘Nova Mangueira’, de Canudos, virá com o enredo ‘Sol e chuva, é festa na terra do açaí’, com 400 brincantes e samba-enredo de João Marques, puxado pelo próprio Jorginho da Mangueira e Betão.

A porta-bandeira será Rita de Cássia Moura e o porta-estandarte Luís Carlos Nascimento.

A escola ‘Mocidade Botafoguense’, do Umarizal, desfilará com o enredo ‘Curro Velho, velho Curro: A Arte a tua beleza’.

A agremiação terá seu samba-enredo puxado por Gersinho e Marcos Mocidade.

Em seguida, vai desfilar a escola ‘União Montenegrense’.

Logo depois, a ‘Portela’, do bairro de Fátima, apresentando o enredo ‘Muaná em cada canto um encanto’.

O samba da escola será puxado por Cardoso do Ganzá e Domingos Sávio.

O mestre-sala será Maikon Santos, porta-bandeira Mirian Vilhena e porta-estandarte Ananias Vilhena e Jeferson Maia.

A ‘Portela’ terá 600 brincantes na avenida.

O desfile será encerrado pela ‘Embaixadores Azulinos, mostrando o enredo ‘Secult é jubileu, é história.

.

.

, são 25 anos de glória’.

Zé Mario, Thiaguinho da Embaixadores, Damião da ‘Embaixadores’ são os puxadores do samba.

O mestre-sala é João Silva, a porta-bandeira Rosemary Aquino e o porta-estandarte é Fábio Belém.

Agência Trabalhista (com informações da Agência O Liberal)