Prefeitura de Belém é exaltada na abertura da convenção Supernorte 2007

PTB Notícias 17/10/2007, 11:24


O presidente da Aspas, Fernando Yamada não poupou elogios ao Projeto Faixa CidadãO aprimoramento do setor supermercadista e de auto-serviço da região Norte do País e a aproximação dos fornecedores com os empresários do segmento entraram em discussão em Belém, com a abertura da convenção oficial da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) para a região Norte – SuperNorte, na noite da última segunda-feira (15/10), no Hangar Centro de Convenções e Feiras, em Belém.

A cerimônia reuniu o prefeito de Belém, o petebista Duciomar Costa, além de autoridades do Executivo, Legislativo e Judiciário paraense, parlamentares, empresários, representantes do setor supermercadista dos Estados do Pará, Amapá, Amazonas, Roraima, Maranhão, São Paulo e Minas Gerais e um grande público.

Responsável por 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, o equivalente a cerca de R$ 3,5 bilhões, segundo a Associação Paraense de Supermercados (Aspas), o setor supermercadista do Pará já é responsável por 3% do faturamento nacional e gera 37 mil empregos diretos.

Para chegar a números tão expressivos, entretanto, “foi necessário avançar muito na qualidade de atendimento ao consumidor e encarar o desafio de entender e atender seus interesses e anseios”, explica o presidente da Aspas, Fernando Yamada.

O prefeito Duciomar Costa lança o Projeto Padrinhos do VerdeAo ressaltar a importância de um evento da magnitude da SuperNorte, considerada a terceira maior feira de supermercados do Brasil, se realizar em Belém, Fernando Yamada destacou o trabalho desenvolvido pelo prefeito de Belém, Duciomar Costa, à frente da administração municipal, a quem não poupou elogios ao Projeto Faixa Cidadã, que está garantindo a acessibilidade aos portadores de necessidades especiais e também aos investimentos em infra-estrutura e turismo.

“Nossa cidade está mais bonita, está mais bem cuidada.

Parabéns, senhor prefeito, por esse excelente trabalho”, homenageou o presidente da Aspas, no discurso de abertura.

O presidente da Abras, Sussumo Honda, também destacou os atuais investimentos em infra-estrutura urbana como fundamentais para estabelecer a capital paraense como uma das grandes metrópoles brasileiras aptas a receber eventos da dimensão de uma SuperNorte, por exemplo.

“A cidade tem infra-estrutura hoteleira, tem um povo hospitaleiro, faltava um espaço para receber os grandes eventos.

Agora, com o Hangar, ela é única nessa situação no Norte e Nordeste do país”, afirma Honda, que acredita que a cidade deverá atrair vários eventos nacionais a partir de agora.

Com a expectativa de fechar R$ 35 milhões em negócios, a SuperNorte conta com o maciço comparecimento do setor com 10 presidentes de associações supermercadistas do Brasil.

“A feira é muito mais do que um produto e conhecimento.

É também relacionamento e isso gera negócios”, explica Fernando Yamada, que destaca ainda a presença de palestrantes de reconhecimento nacional para qualificar quem atua na área supermercadista em questões como liderança, planejamento, conquista de clientes e trabalho em equipe durante todo o evento, que vai até esta quarta-feira (17).

Estande da Prefeitura destaca produtos regionais O stand da Prefeitura recebeu vários convidados na primeira noite da feiraO açaí, os produtos fitoterápicos feitos a partir de plantas da Amazônia, o artesanato em miriti, o carimbó, as belezas naturais, não faltam produtos para a divulgação da capital paraense no estande da prefeitura de Belém na Feira de Supermercados que espera um público de mais de 40 mil pessoas, superando os 38 mil visitantes do evento em 2006.

Ao todo são 61 expositores apresentando 170 marcas e produtos, com a expectativa de fechar R$ 35 milhões em negócios.

Durante a Feira, a Prefeitura de Belém vai lançar o Projeto Padrinhos do Verde, coordenado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), que pretende estabelecer parcerias com instituições privadas para a adoção de praças da cidade.

Pelo projeto, a instituição-parceira ajuda a manter a praça em troca de exposição nos espaços públicos.

Três empresas já abraçaram a idéia: Sol Informática, Yamada e Assembléia Paraense.

“O objetivo é garantir através dessa parceria público-privada a preservação permanente desses espaços na cidade”, informa o diretor do Núcleo de Imprensa da PMB, Yuri Vidal.

fonte: site da Prefeitura de Belém (PA)