Prefeitura de Juiz de Fora realiza Conferência de Políticas para Mulheres

PTB Notícias 30/04/2007, 2:20


Juiz de Fora vai sediar a 1ª Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres.

O encontro, marcado para esta segunda-feira (30/04), das 8h às 18h, na Escola de Governo, foi convocado pelo prefeito Alberto Bejani (PTB/MG), por meio da portaria número 5881.

O objetivo é avaliar e analisar a implementação e a execução do plano nacional de políticas para mulheres na cidade.

Esse plano foi definido na 1ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, em 2004.

Em pauta estará, também, a análise da realidade brasileira: social, econômica, política e cultural das mulheres.

A programação inclui ainda palestra com a coordenadora dos Direitos da Mulher da Prefeitura de Belo Horizonte, Márcia de Cássia Gomes, que falará sobre a consolidação da atuação das mulheres nos espaços de poder.

Para o prefeito Alberto Bejani esse é o pontapé inicial de uma discussão que vai beneficiar todas as brasileiras.

“Em Juiz de Fora, trabalhamos para criar um ambiente que possibilite o pleno desenvolvimento das mulheres, sob todos os aspectos, como mães, profissionais, lideranças políticas, enfim, como agentes na construção de um mundo melhor”, afirma.

De acordo com a superintendente da Associação Municipal de Apoio Comunitário (AMAC), Vanessa Loçasso Bejani (PTB/MG), essa conferência é uma nova conquista para as mulheres juizforanas.

“Várias ações realizadas pela administração municipal têm colaborado para o nosso bem estar, como por exemplo, a Casa Abrigo Viva Mulher.

Mas sabemos que ainda há muito a ser feito.

Por isso, devemos continuar empenhadas nessa luta”, diz.

“Para que exista uma verdadeira democracia é necessário um dialógo entre a sociedade civil e o poder público e, com certeza, isso está acontecendo em Juiz de Fora.

As mulheres devem comparecer em peso para discutir os seus direitos”, afirma Regina Pereira, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

As políticas públicas para as mulheres serão apresentadas primeiro em âmbito municipal.

Para o mês de julho, já está programado um debate em nível estadual e, em agosto, nacional.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da Prefeitura de Juiz de Fora)