Prefeitura de Laranjeiras promove palestra sobre prevenção da AIDS

PTB Notícias 2/12/2009, 7:51


O Dia Mundial de Luta contra a AIDS não foi esquecido pela Prefeitura de Laranjeiras (SE), administrada pela petebista Ione Sobral.

Foram realizadas nesta terça, 1º de dezembro, palestras para estudantes, professores, idosos e demais membros da comunidade, com o secretário de Saúde, Cláudio Santos, que aborda as formas de prevenção das DST”s e AIDS, tratamento e o público mais propício a estas doenças.

O palestrante chamou a atenção ainda para a contração do vírus entre as mulheres, principalmente as que possuem um parceiro fixo.

De acordo com dados divulgados em novembro passado, pelo Ministério da Saúde, o índice de mortes causadas pela AIDS está estável no Brasil desde 2000, em torno de seis óbitos para cada 100 mil habitantes.

A pesquisa indica também que entre os homens a taxa caiu, passando de 9,6, em 1998, para 8,1, em 2008.

Já entre as mulheres, o índice de mortalidade aumentou de 3,7, em 2000, para 4,1, em 2008.

O País registrava 15 casos de AIDS em homens para cada ocorrência em mulheres em 1986.

Desde 2003, a proporção passou a ser de 15 casos em brasileiros do sexo masculino para dez casos em pessoas do sexo feminino.

Em 2007, a taxa de incidência foi de 22 notificações para cada 100 mil homens e de 13,9 para cada 100 mil mulheres.

Durante a abertura do evento, a Prefeita Ione Sobral destacou a importância da participação dos idosos nas políticas de combate às DST”s/AIDS.

“O índice de AIDS no Brasil está estável, mas a nossa a maior preocupação é com os idosos, já que o índice de relação sexual entre este público sem o uso da camisinha tem aumentado de forma considerável, prova disso é que em décadas passadas foi registrado um alto índice de HIV/AIDS, entre a população da melhor idade.

Aqui no município estamos trabalhando para combater estas e outras doenças”, destacou a gestora.

“Esta palestra realizada hoje em Laranjeiras é para mostrar a realidade das DST”s/AIDS à população, através de dados e fotografias chocantes.

Às vezes é mais fácil conscientizar o público com a exibição de imagens e a apresentação de dados.

Esta palestra é também uma das formas de prevenção utilizadas pela secretaria municipal de Saúde de Laranjeiras, porém também utilizamos folders educativos, distribuímos preservativos e realizamos gratuitamente os testes de HIV.

Para as pessoas que já estão infectadas, o tratamento é oferecido em qualquer posto de saúde e outras informações podem ser obtidas na sede da secretaria de saúde”, informou Cláudio Santos.

Saiba Mais – Ainda de acordo com dados da pesquisa do Ministério da Saúde, uma das grandes preocupações é com relação ao grupo de 13 a 19 anos de idade, em que o número de casos da doença é maior entre as meninas.

Desde 1998, essa faixa etária registra a proporção de oito casos entre meninos para cada dez em meninas.

Em 2007, a transmissão por relações sexuais em homens adultos foi maior entre heterossexuais (45,1%).

Na categoria sanguínea, a transmissão foi maior entre os usuários de drogas injetáveis (7,4%).

No caso das mulheres, a transmissão por relações sexuais entre heterossexuais sempre predominou em toda a série histórica.

Em 1997, a infecção por meio do sexo desprotegido foi responsável por 88,7% dos casos.

Em 2007, esse percentual alcançou 96,9%.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações da Prefeitura de Laranjeiras