Prefeitura de Manaus realiza I Conferência Municipal de Saúde Mental

PTB Notícias 26/04/2010, 11:19


Na próxima terça-feira (27/04), representantes do poder público local, sociedade civil e usuários do serviço de saúde mental do Amazonas participam, pela primeira vez, de evento voltado para o setor na cidade.

A “I Conferência Municipal de Saúde Mental – Intersetorial” será realizada pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), até 29 de abril.

O evento, que tem a parceria do Conselho Municipal de Saúde (CMS), objetiva analisar a situação da assistência em saúde mental na capital, elaborar propostas para o setor em Manaus e eleger delegados representantes para a Etapa Estadual da Conferência.

O encontro acontecerá no auditório da Secretaria Municipal de Educação (Semed), localizado na avenida Recife, nº 2549.

De acordo com o secretário municipal de Saúde e presidente do CMS, Francisco Deodato, a realização do evento baseia-se na necessidade de atualizar o debate sobre a Saúde Mental com os diversos setores da sociedade e no atual cenário da Reforma Psiquiátrica, que indica novos desafios para a melhoria nessa área, sendo fundamental o desenvolvimento de ações intersetoriais.

“A participação da sociedade como um todo é condição para o êxito da Conferência, como dispositivo capaz de contribuir para o avanço das políticas públicas nesta área”, afirma Deodato.

A Conferência terá com tema “Saúde Mental: direito e compromisso de todos – consolidar avanços e enfrentar desafios”.

Para o estudo sobre a situação da assistência em saúde mental na capital e elaboração das propostas, os conferencistas tomarão por base três eixos: “Saúde Mental e Políticas de Estado: pactuar caminhos intersetoriais”; “Consolidar a Rede de Atenção Psicossocial e fortalecer os movimentos sociais”; e “Direitos Humanos e Cidadania como desafio ético e Intersetorial”.

A expectativa é que cerca de 300 pessoas participem dessa primeira edição da Conferência, entre representantes de movimentos sociais, entidades de classe, acadêmicas e de pesquisa; organizações não governamentais; poder público estadual e municipal; associações comunitárias, além da sociedade civil em geral.

“A nossa meta é reunir público seleto e, ao mesmo tempo, bem variado, com intuito de promover a integralidade das discussões”, disse a técnica responsável pela Coordenação Municipal de Saúde Mental, Elivandra Franco Mendes, destacando a “intersetorialidade” como diferencial do evento.

Do total de participantes, 150 deles serão eleitos, por voto direto, delegados para participar da etapa estadual da Conferência.

Agência Trabalhista de Notícias com informações da Prefeitura de Manaus