Prefeitura de Rio Pardo (RS) faz ação para reduzir a população canina

PTB Notícias 24/06/2007, 10:52


Reduzir a população canina em Rio Pardo/RS – município administrado pelo petebista Joni Lisboa.

Esse é o principal objetivo do trabalho realizado pela Prefeitura com a castração de cães machos e a aplicação de vacina anticoncepcional em fêmeas.

Ao todo cerca de 200 animais foram atendidos pela equipe formada por veterinário, agentes de saúde e de campo, bem como voluntários que auxiliaram na ação realizada no Bairro Jardim Boa Vista.

De acordo com o veterinário da Vigilância Sanitária e um dos coordenadores da ação, Rizzio Tadeu Borba Azambuja, este é um trabalho preventivo que está sendo realizado em razão do número excessivo de cães na cidade.

“Existe uma estatística geral onde o número desses animais corresponde a 10% da população do município.

Mas Rio Pardo está muito acima disso.

Estamos estimando que em nossa cidade este índice atinja cerca de 30%”, disse.

Baseado em dados da Secretaria de Saúde, ele explicou que na periferia do município estima-se 1,5 cachorro para cada família.

O levantamento, segundo o coordenador da ação foi feito pelas agentes comunitárias de saúde que atuam em cada região da cidade.

Ao todo são 51 agentes que atendem diferentes áreas da zona urbana e rural.

“Estes dados são cadastrados pelos PSF´s da cidade.

Só na zona urbana, são 1 mil famílias registradas e apontam que a média de cães está muito além das estatísticas.

Não estamos aqui para exterminar cães, pelo contrário.

Queremos permitir que as famílias tenham seus animais, mas de forma consciente”, disse.

Rizzio destacou que para atrair mais pessoas para a vacinação anticoncepcional das fêmeas, está sendo aplicada também a vacina anti-rábica.

“Esta é a terceira vacinação que fizemos e com isso atingimos um total de cerca de 600 cães imunizados.

Deste total, cerca de 40% são fêmeas.

Somente na tarde dessa terça-feira, foram 76 cadelas que receberam o anticoncepcional e 124 machos vacinados contra raiva”, disse.

“Cada cadela dá duas crias por ano, numa média de cinco filhotes por vez.

Nesse calculo, deixariam de nascer cerca de 2,4 mil cães em um ano.

Isso representa uma redução significativa da população canina na cidade”, avaliou.

Mais do que reduzir o número de animais, a agente de saúde Cláudia Goulart, explica que a ação promove qualidade de vida a comunidade da periferia.

“O índice de doenças causadas pelos cães é muito grande.

A infestação de pulgas e carrapatos é freqüente em algumas residência o que provoca doenças sérias.

Diminuindo o numero de cachorros, com certeza teremos redução em doenças como bicho-de-pé e sarna”, destacou.

A próxima etapa da vacinação anti-rábica e anticoncepcional acontece na sexta-feira, 15 de junho.

“Para este dia estaremos disponibilizando mais 300 doses de cada um dos medicamentos.

A aplicação é gratuita”, destacou o fiscal da Vigilância Sanitária, Elgio Ferreira Lopes.

Ele lembrou ainda que a Prefeitura está disponibilizando a castração de machos.

São 10 cirurgias liberadas por mês.

“O procedimento é realizado em clínica veterinária, totalmente gratuito.

Para isso basta que o interessado faça o pedido no ato da vacinação”, disse.

A ação é realizada por meio de parceria entre a Prefeitura e Associação Rio-pardense de Proteção aos Animais (ARAPA).

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da Prefeitura de Rio Pardo)