Prefeitura de Santo André anuncia empresa que fará a auditoria

PTB Notícias 18/02/2009, 12:14


O prefeito de Santo André, Aidan Ravin, anunciou nesta terça-feira (17/02) que a empresa Dal Pozzo Advogados foi a vencedora do processo realizado para a escolha de quem faria a auditoria nas contas do governo anterior.

Criado em 1996, e com sede em São Paulo, a Dal Pozzo Advogados terá como missão examinar, em 60 dias, 441 acordos – entre contratos e convênios – firmados pela administração petista.

A Dal Pozzo Advogados derrotou três concorrentes na disputa – Advocacia Luiz Felipe e Carvalho Filho; Battaglia e Kipman – Escritório de Advocacia; e Donadelli Grechi Advocacia – ao apresentar a menor proposta comercial, no valor de R$ 67.

140 (o teto máximo a ser pago pela municipalidade na modalidade carta-convite, tipo de concorrência escolhida pela Prefeitura neste caso, é de R$ 80 mil).

Em uma conta hipotética, o escritório receberá cerca de R$ 152 por contrato analisado.

Aidan fez questão de ressaltar o currículo de Antônio Araldo Ferraz Dal Pozzo, um dos sócios do escritório.

Especialista em administração pública, especialmente no que diz respeito a licitações, Dal Pozzo teve passagens pela esfera pública.

Foi procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo, entre 1990 e 1994, quando conciliou as atribuições com o cargo de Presidente do Conselho Superior do Ministério Público.

Dal Pozzo é também ex-assessor especial da Prefeitura de São Bernardo, na gestão William Dib (PSB), mas o governo andreense afirmou que o ex-chefe do Executivo da cidade vizinha não teve nenhuma influência no processo.

“Não foi indicação de ninguém.

O escritório escolhido veio para concorrer e apresentou a melhor proposta”, defendeu Alexssander Soares, secretário de Comunicação do governo Aidan Ravin (PTB).

PRIORIDADES – Segundo a Prefeitura, o escritório começa as atividades a partir de hoje.

Inicialmente, oito advogados trabalharão diretamente no Paço, a fim de analisar contratos e convênios que já teriam sido examinados primeiramente por técnicos do governo.

Não está descartada a possibilidade de o escritório aumentar a quantidade de especialistas para cumprir o trabalho, previsto para terminar em, no máximo, dois meses.

As áreas consideradas prioritárias pela administração neste momento, por onde a auditoria necessariamente iniciará os exames contábeis, são Saúde, Educação e Obras.

O governo petebista anunciou ainda que os advogados envolvidos no processo auxiliarão, “sem custo extra”, a análise de acordos assinados pelo PT no que se refere à administração indireta, ou seja, as autarquias municipais (Semasa, Craisa, Instituto da Previdência e Serviço Funerário).

No entanto, o número de processos a ser analisado pelo escritório neste caso não foi informado pela municipalidade.

O prefeito Aidan decidiu protelar a definição acerca da empresa que faria a auditoria, mesmo dizendo que faria “emergencialmente se fosse necessário”, para não criar problemas com a Justiça.

Dois escritórios, sendo um deles o Dal Pozzo, entraram com recursos, um contra o outro.

A intenção da auditoria é que esta prefeitura não seja responsabilizada por algo irregular firmado na gestão petista.

Agência Trabalhista de Notícias