Prefeitura de Santo André aperta fiscalização para coibir descarte de lixo

PTB Notícias 16/02/2010, 8:12


A prefeitura de Santo André, administrada pelo Petebista Aidan Ravin, está intensificando a fiscalização para coibir o descarte irregular de lixo pela cidade.

O trabalho envolve o Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André (SEMASA), com retaguarda da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e suporte da Secretaria de Obras e Serviços Públicos (SOSP) e do Departamento de Trânsito.

Entre as estratégias de combate, figura até a fiscalização dos agentes ambientais do SEMASA em veículos descaracterizados (não identificados) no período da madrugada, inclusive.

VizinhosA disposição de redobrar esforços para encarar a questão da deposição irregular de lixo partiu de uma constatação nada animadora.

A localização privilegiada que transforma Santo André em achado logístico para indústrias e comércios atacadistas traz dissabores em relação ao descarte irresponsável de lixo.

AutuaçãoUm exemplo do aperto da fiscalização ocorreu no último dia 4.

O Departamento de Resíduos Sólidos do SEMASA autuou em flagrante os ocupantes de um caminhão que estavam descartando resíduos de construção civil em local irregular.

A autuação realizada na Vila Homero Thon foi possível com auxílio da GCM, do Departamento de Trânsito e Polícia Militar.

Além de receber multa ambiental de R$ 1.

185,00, o responsável teve o veículo apreendido e levado ao Pátio da Prefeitura.

Crime ambiental Descartar lixo de forma irregular é crime ambiental que, além de levar à detenção, causa prejuízos e dores de cabeça aos infratores.

A agente de fiscalização do SEMASA, Mirian Márcia de Paula, explica que a multa para quem for pego em flagrante delito pode ultrapassar R$ 20 mil, dependendo das proporções do estrago.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Repórter Diário