Prefeitura de São Caetano comemora Dia do Artista Plástico

PTB Notícias 8/05/2007, 12:27


A Prefeitura de São Caetano do Sul, administrada pelo petebista José Auricchio Júnior (SP), está comemorando hoje (08/05) o Dia do Artista Plástico.

Conhecida por apoiar o surgimento e crescimento desses artistas, a cidade tem tradição de inserir todas as faixas etárias neste contexto cultural.

O prefeito explica que o incentivo às artes começa cedo nas escolas de São Caetano.

Na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Leandro Klein, os estudantes de 1.

ª a 8.

ª série têm à disposição um ateliê para desenvolver seu potencial.

“Mesmo que os alunos não pretendam uma carreira artística, as aulas dão base para eles seguirem carreira em áreas relacionadas, como arquitetura, design gráfico, decoração e editoração, entre outras”, explica a professora de artes Paula Kirstus, que dá aulas na EMEF e é formada pela Unesp, com pós-graduação na USP.

Um dos alunos que se destaca nas aulas de artes da Leandro Klein é Renan Ferreira, 12 anos.

Assim como todos os seus colegas de escola, ele participou da confecção de bandeiras para a eleição do símbolo da EMEF.

“Eu comecei a fazer aula de artes na escola ano passado.

O que eu mais gosto é de pintar e desenhar”, afirma.

Com apenas 15 anos, Fernanda dos Santos Zapata é monitora do curso de artes visuais da Fundação das Artes de São Caetano, entidade que promove o ensino de diversas atividades culturais e é referência de ensino de qualidade na área.

“Estou na Fundação desde os 9 anos e já estudei escultura, gravura e desenho”, destaca Fernanda.

Embora jovem, a artista já sabe o que quer para o futuro.

“Pretendo estudar Arquitetura.

E o que aprendo na Fundação traz uma base para isso”, completa.

Enquanto Fernanda ainda tem alguns anos pela frente antes do vestibular, sua amiga Camila Hipólito, 18 anos, também monitora de artes visuais e aluna da escola de artes, está prestes a entrar na faculdade de Educação Artística, com especialização em artes plásticas.

Aluna da Fundação há 4 anos, Camila é só elogios para a instituição, que lhe proporcionou a base para alçar vôos mais altos.

“Aqui temos o ambiente ideal.

Além do desenvolvimento de nosso potencial artístico, adquirimos a disciplina necessária para produzir as obras.

Mas isso não quer dizer que as aulas não sejam divertidas”, revela a jovem artista.

Os idosos também fazem pulsar suas veias artísticas em São Caetano.

Professora aposentada, Neide Padovan acaba de completar 60 anos, sem o “estresse” dos anos vividos como docente.

Diferentemente de Renan, Fernanda e Camila, Neide não tem aspiração de se tornar uma profissional das artes plásticas, mas desenvolve suas habilidades com o mesmo afinco no curso de pintura em tecido ministrado no Centro Educacional e de Convivência (CEC) João Nicolau Braido “Era muito ansiosa.

A arte, além de me tornar mais tranqüila, desperta a paz interior, trabalha a atenção e percepção.

É uma higiene mental.

“Casa do Artesão – Criada para exibir e comercializar os trabalhos executados pelos artesãos da cidade, a entidade, administrada pela Diretoria da Cultura da Prefeitura, tem como objetivos valorizar os profissionais e inseri-los no mercado de trabalho através da geração de renda com a venda das obras.

Mais de 300 artesãos estão inscritos na Casa, que fica localizada na Rua Pará, 88, Centro, e funciona de segunda a sexta, das 9h às 18h, e aos sábados das 9h às 16h.

Aos domingos, o Espaço Verde Chico Mendes (Avenida Fernando Simonsen, 566, Cerâmica) e o Bosque do Povo (Estrada das Lágrimas, 320, Bairro São José) recebem feiras de artesanato.

Nelas pode-se encontrar as mais diversas peças criadas pelos artesãos da região em um gostoso ambiente ao ar livre que proporciona, além de um local agradável para divulgação cultural, um espaço amplo para a valorização do artista plástico da cidade.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da Prefeitura de São Caetano do Sul)